Trabalhemos todos, pela Unificação do movimento espírita!!

O Espiritismo é uma questão de fundo; prender-se à forma seria puerilidade indigna da grandeza do assunto. Daí vem que os centros que se acharem penetrados do verdadeiro espírito do Espiritismo deverão estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se para combater os inimigos comuns: a incredulidade e o fanatismo.”

“Dez homens unidos por um pensamento comum são mais fortes do que cem que não se entendam.”

Allan Kardec (Obras Póstumas – Constituição do Espiritismo – Item VI).



segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Nosso sincero muito obrigado!!!!


Francisco Rebouças
Estimados amigos, quero neste último dia do ano de 2012, agradecer de coração a todos vocês pela companhia, pela cooperação, pelo estímulo, pela confiança, e particularmente pela honra de tê-los diariamente conosco, nos passando essa energia boa e estimulante que tem sido o combustível indispensável para que continuemos com esse trabalho de divulgação de nossa doutrina, com alegria e prazer.
 
Estamos conscientes da nossa pequenez e que sem a participação firme e importante de vocês, como está registrado pelo nosso contador de visitas, não teríamos o mesmo êxito nesse nosso empreendimento.
 
Esperamos tudo fazer para continuar a merecer a confiança e a parceria de vocês e que juntos possamos continuar com nossa proposta inicial, de divulgação da consoladora  e esclarecedora mensagem espírita, na sua maior pureza,  sem achismos ou modismos desnecessários e inconvenientes, o que sabemos ser o motivo maior da participação e do apoio de todos vocês ao nosso trabalho.
 
Aproveitamos para desejar a todos um feliz 2013, com muita saúde, paz, harmonia e prosperidade na vida de todos nós, e que continuemos unidos, buscando fazer a parte que nos foi confiada por Deus nosso Pai e criador, no crescimento e desenvolvimento do bem e na implantação e vivência do contido no evangelho de Jesus, em nossos corações e de toda a humanidade.
 
Nossos sinceros agradecimentos por tudo.
 
Francisco Rebouças

Paz e Amor


Emmanuel

Referimo-nos, com frequência, às dificuldades para que a paz se estabeleça, no relacionamento entre os homens.

Sabemos que o amor ao próximo, traduzindo ação na caridade é o caminho para semelhante conquista.

Ser-nos-á preciso, porém, impregnar a própria alma no bálsamo da compreensão, a fim de alcançá-la.

Recordemos que nenhum de nós – os espíritos ainda vinculados à evolução da Terra – estará sem alguma necessidade por atender.

Quando estendas as mãos no socorro aos companheiros em penúria material, não olvides doar entendimento àqueles outros que parecem desvairados na ambição destrutiva, esquecidos de que a fortuna é um dom de Deus para que a bênção do progresso geral alcance a vida comunitária.

Amparando aos doentes do corpo, com os recursos possíveis, não sonegues simpatia para com aqueles que deliram nas idéias da posse absoluta, desfrutando levianamente as bênçãos de Deus, como se Deus não existisse.

Ensina o caminho do bem aos corações ainda incultos, entretanto, não condenes os companheiros que trazem o cérebro iluminado pelo conhecimento superior, sem coragem de trilhá-lo.

Auxilia aos irmãos que se mostram avançados na quilometragem da idade física, às vezes, amargurados pela marginalização ou pelo abandono dos entes que mais amam, entretanto, ajuda como puderes àqueles outros que se encontram, ainda, no verde da juventude, sob o risco de queda em perigosos enganos.

Ampara os fortes, para que não esmoreçam nas boas obras e escora os fracos que perderam a confiança em Deus e em si mesmos.

Ajuda aos bons para que se façam melhores e inclui no teu pronto-socorro de oração aqueles que, por enquanto, se deixam marcar pela moléstia da crueldade.

Todos somos credores do auxílio uns dos outros. O ódio, em suas múltiplas variações, é a sombra que escraviza às algemas da expiação e do sofrimento milhões de criaturas terrestres.

Imaginemos a liberação como sendo o templo do amor ao próximo.

A porta de acesso a semelhante santuário tem o nome de serviço, mas não podemos esquecer que a compreensão é a chave.

Não comentes o mal para que o mal não se estenda, não te refiras à sombra para que a sombra não envolva o caminho. 

Livro: Irmão
Chico Xavier/Emmanuel

Francisco Rebouças

Momentos de Crise


Ninguém os deseja e todos procuramos evitá-los: os momentos de crise.

Configuram-se eles, mais particularmente, nas ocorrências externas, das quais nem sempre somos partícipes.

Hoje, será determinada atitude, considerada infeliz, assumida por pessoa que se nos liga ao coração pelos laços íntimos; amanhã, pode surgir em grandes conflitos dentro do grupo familiar;

depois, é possível apareçam no afastamento de companheiros dos mais estimáveis; e, mais adiante, no tempo, os instantes difíceis serão aqueles em que a desencarnação de um ente amado,

quando nos achamos na Terra, nos envolva em nuvens de sofrimento e lagrimas.

Decerto, nessas horas amargas, é indispensável sejamos a segurança daqueles irmãos enfraquecidos, diante da prova, ou a escora daqueles que estão esmorecendo no cotidiano, prestes a cair.

Em todos os lances constrangedores da experiência humana, é razoável nos façamos a palavra de bom-ânimo e o gesto de apoio espontâneo para todos aqueles que nos cercam.

Entretanto, amparando aos outros, é imperioso não nos esquecermos.

Instalemos a luz da compreensão, por dentro de nós e sustentemo-nos no clima da confiança para que os embates da escola humana nos encontrem firmes na fé em Deus e em nós próprios, reconhecendo que as crises são fases de mudança, as vezes, marcadas por enormes tribulações, das quais a Divina Providencia, utilizando recursos que desconhecemos nos trará a renovação necessária e o Amanhã Melhor.
 
Livro: Pronto Socorro
Chico Xavier/Emmanuel

Francisco Rebouças

domingo, 30 de dezembro de 2012

ATRAVÉS


 Emmanuel
Através de ti mesmo
A Lei de Deus se exprime.
Por teus gestos e ações,
A vida te responde.
A própria Natureza
É o grande exemplo disso.
O fruto que consomes
Surge através da planta.
Pela benção da flor
O perfume aparece.
Recorda: o que tivermos
Chega através de nós.
 
Livro: Momentos de Paz
Chico Xavier/Emmanuel
 
Francisco Rebouças

BUSCÁS E ACHARÁS


Emmanuel

Leitor Amigo

Há quem indague porque não nos empenharmos no levantamento de arquivos para documentários no levantamento de arquivos para documentários históricos; ou porque não nos devotarmos especificamente à formação de livros contendo mais amplos informes sobre a vida no Além. 

Entretanto, juntamente dos companheiros que formulam semelhantes perguntam a quase totalidade dos amigos que se interessam por nossas manifestações, solicitam respostas aos problemas da atualidade terrestre. 

E os temas se alinham, inquietastes.

Os conflitos do lar. 

Os esquemas da família, diante da reencarnação.

Os parentes difíceis.

Os desajustes psicológicos.

As questões afetivas. 

As desvinculações. 

Os processos de obsessão.

As provas em grupo.

A sede de paz íntima.

A educação para o lazer.

A solidão espiritual.

O suicídio.

O desânimo.

O tédio.

A fuga.

O alastramento da angústia.

O abuso dos medicamentos de apoio.

Os imperativos de adaptação ao concurso da máquina.

As queixas em matéria religiosa.

A renovação da fé.

As pesquisas da ciência.

As ilusões de materialismo.

Os enigmas do sofrimento.

O destino e o livre arbítrio.

Os desafios da morte.

E já que a criatura humana instintivamente sabe que a existência prossegue, além da desencarnação, somos convidados ao diálogo, diante do qual não nos seria lícita a omissão.

Este livro não tem pretensões de elucidário, mas é feito com pedaços da amizade que nos impulsionou a escrevê-lo.

As páginas que reunimos são parcelas de conversações íntimas com os irmãos que desejam valorizar a vida e aproveitar as vantagens do tempo.

Pequenos textos de apoio fraterno e considerações ligeiras aqui se aliam em nossa modesta cooperação no intercâmbio espiritual.

Ensinou-nos Jesus: “busca e acharás”.

Procuremos os recursos e as bênçãos de que nos sintamos necessitados, aprendendo a prestigiá-los e assimilá-los, sem abuso, quando o Senhor no-los coloque nas mãos.

Assinalando as presentes anotações, se as nossas páginas conseguirem colaborar para o bem, nesse ou naquele grupo de companheiros, agradecemos a oportunidade de trabalhar, ao mesmo tempo que renderemos graças a Deus.

Emmanuel
(Uberaba, 21 de fevereiro de 1976)

Livro: Busca e Acharás
Chico Xavier/Espíritos Diversos


Francisco Rebouças

ABENÇOA

Emmanuel

Discernir – sim.
Condenar – não.
Ensinar – sim.
Impor – não.
Senhor Jesus!
Abençoa-nos para que a tua paz esteja conosco.
Dá-nos a força precisa para te aceitarmos os desígnios sempre sábios e justos.
 
LIVRO: Agenda de Luz
Chico Xavier/Espíritos Diversos
 
Francisco Rebouças


sábado, 29 de dezembro de 2012

PRECE DE LOUVOR

Maria Dolores


No louvor que te ofertamos,
Pelas bênçãos que nos dás,
Em forma de luz e paz,
Esperança, fé e amor,
Cantamos nós igualmente:
- Jesus, por todas as crises
Das horas menos felizes,
Louvado sejas, Senhor!... 

Pelos instantes de angustia
Que a tristeza nos descerra,
Quando encontramos na Terra
Tribulações a transpor,
Pela ferida que sangra,
Quando a dor nos toma o peito,
Por qualquer sonho desfeito,
Louvado sejas, Senhor!...


Pelas fadigas da luta,
Que travamos dentro em nós,
Quando nos vemos a sós,

Varando sobra e amargor,
Pelos calvários da vida,
Pela cruz com que nos leva,
Vencendo provas e trevas,
Louvado sejas, Senhor!...


Francisco Rebouças

AÇÃO


EMMANUEL

Ante o bem a fazer

Não digas: "impossível".

No amparo aos semelhantes,

Não fales: "nada sou".

Estende as mãos e serve,

O Céu te escuta e vê.

Lembra a tomada humilde

Comunicando a luz.

Faze o melhor que possas

E o melhor surgirá.

Deus é auxílio em ti.

Age e funcionará.
 

Livro: “DEUS SEMPRE"
Chico Xavier/Emmanuel
 

Francisco Rebouças

Empregue bem o seu tempo!

 
“Ninguém evolui, nem prospera, nem melhora e nem se educa, enquanto não aprende a empregar o tempo com o devido proveito”.
 
Livro: Despertar
Chico Xavier/André Luiz
 


Francisco Rebouças

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

MEDITA E OUVE


Meimei

Nas horas de alegria, quando nobres aspirações atingidas te ampliem os ideais, medita na Divina Providência que te ilumina a alma e deixa que a inspiração da Espiritualidade te auxilie a dividir a própria felicidade com aqueles que te rodeiam.

Nos dias de aflição quando problemas e provas te esfogueiam o espírito, medita na Bondade ilimitada do Criador e espera com paciência as soluções desejadas, trabalhando e servindo para que se faça o melhor.

Nos momentos de tentação, quando a sombra te envolva as construções espirituais, medita no Amparo do Senhor e acende a luz da resistência nos recessos do próprio ser para que te recoloques no rumo da vitória sobre ti mesmo.

Nos instantes de tristeza, quando dificuldades do sentimento te marquem a estrada, anunciando-te amargura ou desilusão, medita no Socorro Celestial e reconstituirás as próprias energias para que a fé te reajuste a serenidade.

Nas ocasiões de crises e lágrimas com que a sabedoria da vida te examina a segurança, medita no Apelo de Deus e criarás nova força para vencer os obstáculos do caminho em que segues, buscando a realização dos sonhos mais íntimos.

Quanto possível, de permeio com o trabalho a que a existência te induz, em teu próprio auxílio – com base na prece – medita e ouve a música que nasce nas fontes do Eterno Bem.

Ouçamos as melodias da paz e do amor que nos lembrem a harmonia do universo e qualquer tempo, nos campos da alma, se nos transformará no calor da compreensão e na alegria da bênção.

Livro: Coisas deste Mundo
Chico Xavier/Espíritos Diversos

 
Francisco Rebouças

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Josepha, e a mensagem de ano novo!


Irmãos, mais um ano está chegando, e com ele as inúmeras oportunidades de crescimento e progresso em todos os campos de nossas atuações, seja na família, no trabalho profissional, na sociedade em que estamos estabelecidos e principalmente na seara espírita em trabalho de cunho moral espiritual na companhia dos prepostos do mestre que dizemos seguir.
é chegada a hora de assumirmos com determinação os deveres que todos temos com a divulgação e principalmente  com a vivência dos postulados esposados pelo bom seguidor da fé raciocinada que o espiritismo nos veio trazer, a consolação pela esclarecimento, como nos foi ensinado por Jesus, “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”, João 8:32.
o ano que se iniciará daqui há alguns dias, nada mais é que a sequência da vida pela bênção do tempo sempre precioso, para aquele que souber aproveitá-lo, pois, é do conhecimento de todos que só deus nosso pai e criador sabe a exata hora que todos temos aprazada para o regresso à pátria verdadeira, após as oportunidades concedidas ao longo de nossas vidas para nos capacitarmos pelas experiências que vivenciamos quando encarnados, para fazermos jus a novas e benditas excursões pela estrada do progresso individual e coletivo a que estamos vinculados, frutos de nossas escolhas pessoais .
 
a renovação que precisamos empreender, significa vivenciar os exemplos deixados por Jesus, na caridade que nos é facultado realizar em benefício de nós mesmos, visto que o maior beneficiado é sempre aquele que serve ao seu semelhante, como nos ensinou o mestre, e que o espiritismo reforça quando nos lembra que fora da caridade não há salvação.
Assim sendo, irmãos de fé espírita, unamo-nos com a devida disposição de levar adiante a mensagem espírita através de nossas atitudes, de nossas palavras de nosso respeito ao próximo e à vida, amando e trabalhando, porque a fé sem obras é morta em si mesma, conforme contido nas escrituras.
O espírita, precisa se conscientizar que nossa doutrina é a terceira revelação, e sendo a palavra de Jesus em sua pureza originária, deve ser exercida com equilíbrio, sem achismos ou modismos, sem exigências descabidas e sem os nocivos desleixos que se pode verificar em diversas correntes que em se denominando espíritas, nada fazem para manter a filosofia de nossa doutrina em sua pureza como nos entregou o codificador após elaborar com todo o zelo os postulados que recebera dos emissários divinos.
Está contida na codificação, o alerta do espírito erasto sobre a pureza que devemos ter o cuidado de preservar, quando nos diz: “melhor é repelir dez verdades do que admitir uma única falsidade, uma só teoria errônea”. livro dos médiuns Cap. XX, item 220.
Espíritas, a renovação dos conceitos equivocados do mundo, a visão deturpada pela miopia com que o home enxerga as coisas do espírito, é a grande razão dos desvios e das torpezas que se observa por todo o planeta, onde o egoísmo e o orgulho, prosseguem escravizando os indivíduos pelas sensações doentias em busca do imediato e dos prazeres fugidios dos bens materiais, sem se preocuparem com os valores reais e definitivos do espírito imortal que todos somos.
conclamamos então os valorosos seguidores da doutrina da libertação pela fé que não dispensa a razão, para que trabalhemos sem fadiga, sem medo, e sem desânimo, empregando todos os recursos que deus nos proporcionou para fazer com que a mensagem verdadeira de paz e progresso moral espiritual não seja uma utopia, e sim uma realidade nos caminhos que trilharmos.
que possamos vencer o comodismo e sair a pregar a verdadeira mensagem espírita derramando em volta dos nossos passos o perfume e o clarão por onde muitos distraídos possam encontrar um rumo seguro e ditoso, para seguir em busca da verdadeira paz, felicidade e pureza espiritual que não se alcançará sem trabalho e perseverança no bem. quem desejar um ano melhor, precisa fazer o que lhe compete realizar.
Arregacemos as mangas irmãos, O espiritismo precisa dos espíritas.
Feliz ano novo!!

Josepha!
por: francisco rebouças

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

ANOTAÇÃO RÁPIDA


Dialogar - sim.
Agredir – não.
Falar – sim.
Gritar – não.
Discernir – sim.
Condenar – não.
Ensinar – sim.
Impor – não.
Simplificar – sim.
Complicar – não.
Entendimento – sim.
Violência – não.
 
ERROS PEQUENINOS
Tão logo apareçam, corrijamos os nossos erros considerados pequeninos, porque, sem isso, dia virá em que passaremos a aceitar os nossos grandes erros como se fossem pequeninos.
RELACIONAMENTO
No relacionamento com os outros, observa o que fazes.
Busquemos agir agora de tal modo que não venhamos a sentir qualquer arrependimento depois.
O bem aos outros seja nossa diretriz.
Lembra-te; em matéria de atitudes, a vida não fornece cópias para revisão.
Livro: Agora é o Tempo
Chico Xavier/Emmanuel

Francisco Rebouça
 

Conferência Espírita em Caldas da Rainha

Na sexta-feira, dia 28 de Dezembro de 2012, às 21H00, irá decorrer uma conferência espírita subordinada ao tema O PASSE E FLUIDIFICAÇÃO ESPÍRITA.
 

O que é o passe espírita e a fluidificação da água? Para que servem? Onde actuam? Existem evidências científicas? Será abordada a visão espírita sobre o tema.
 

Esta palestra terá lugar na sede do Centro de Cultura Espírita, no Bairro das Morenas, em Caldas da Rainha, na Rua Francisco Ramos, nº 34, r/c.

As entradas são livres e gratuitas.
http://ccespirita.org/
 
Francisco Rebouças

7th US Symposium - Dallas-EUA

On April 20, 2013, the Spiritist movement of the U.S. once again will meet at the national Symposium. For the first time the U.S. Spiritist Symposium will be composed of talks and workshops taking place simultaneously in two auditoriums at the American Airlines Conference Center in Dallas. As usually, the General Assembly of the USSC takes place the day after the Symposium. We invite all interested to participate and help us divulge this wonderful event. Please visit the Symposium site for registration and more information.
                                                                           
                                                                                  -x-x-
Em 20 de abril de 2013, o movimento espírita de os EUA mais uma vez, se reunirá no Simpósio nacional. Pela primeira vez, o Simpósio será composto de palestras e workshops que acontecerão simultaneamente em dois auditórios, na Conferência Americana Airlines Center, em Dallas. Como habitualmente, e na Assembleia Geral da USSC ocorrerá um dia depois do Simpósio. Convidamos todos os interessados ​​a participar e nos ajudar a divulgar este evento maravilhoso. Por favor, visite o site do Simpósio de inscrição e mais informações.
 
Vejas outros eventos em: http://www.spiritist.us/
 
Francisco Rebouças

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

ACEITA

Meimei

Aceita a bênção de entender e a felicidade de trabalhar.
E segue adiante para amar, auxiliar, construir e compreender, porque Deus espera por ti.
Escuta a esperança, no silêncio da própria alma, a falar-te de futuro e de amor, de belezas e eternidade e transforma a benção das horas em riqueza de trabalho.

Livro: Agenda de Luz
Chico Xavier/Autores Diversos

Francisco Rebouças


A NEGAÇÃO DO IMPOSSÍVEL.


Espírito: AUGUSTO SILVA.

O Excelso Criador consubstancia a Possibilidade Infinita para todas as direções, em qualquer setor de trabalho.

Toda edificação aparentemente inexequível aos nossos olhos é obra viável desde que atenda às normas das Leis que nos garantem a liberdade no rumo do Bem Eterno.

Daí o imperativo justo de nos conservarmos fiéis aos compromissos e deveres identificados em nosso passo, confiantes na Sabedoria infalível que nos concede isso ou aquilo conforme a intenção que nos guia impulsos e a perseverança que demonstremos no serviço a fazer.

Não nos cabe indagar quanto ao futuro sem abraçar as tarefas que o presente nos descortina.

Imperioso permanecer em ação, preservando a consciência à luz da esperança, sempre que dificuldades e empecilhos nos enriqueçam o aprendizado, ampliando nos o entendimento da Vontade Superior para executar-lhe os desígnios.

Somos chamados à irremovível certeza na vitória da Providência, que nos brinda incessantemente com o melhor para as nossas almas, segundo o melhor que oferecemos aos semelhantes.

Sintonizados com a Direção da Vida, nossas fronteiras do possível alcançam os continentes do Ilimitado.

Deus é a negação do impossível, por isso, disse Jesus:

- “As coisas que são impossíveis aos homens, são possíveis a Deus”.

Resta-nos, assim, agir com serenidade, relegando ao esquecimento os pruridos de inconformidade que nos despontem no coração, buscando elastecer o rendimento dos próprios atos, na sementeira do bem, porquanto o Pai de Justiça e de Amor, vela por todas as criaturas na onisciência perfeita e na infinita bondade.

Antes a doença, confia.

Frente ao fogo da provação, acalma-te e pensa.

Ante o transe difícil, pondera.

O auxílio superior surge sempre.

Estuda a razoabilidade dos teus temores, à face das próprias atividades e reconhecerás, a breve tempo, que bastas vezes, onde julgamos estar o infortúnio suscetível de trazer-nos desespero e falências, sintuam-se-nos a incompreensão ou a teimosia que nos impelem simplesmente a fugir do bem que nos procura do Alto.

Livro: Ideal espírita
Chico Xavier/Autores Diversos


Francisco Rebouças


segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

UNIÃO EM JESUS


Prezado Leitor;

Em matéria de fé, cremos, discutimos, pregamos, ensinamos, advertimos, confrontamos, estudamos, anotamos, titulamos, criticamos, julgamos, analisamos, aparecíamos, imaginamos, polemizamos, criamos artigos de crença, mas, em verdade, somos informados e instruídos, no entanto, estamos conscientes com relação aos princípios e designações que assumimos?
Raros amigos poderão responder afirmativamente:
Este livro é dedicado à conscientização.
Para conscientizarmo-nos, porém, será preciso acompanhar Jesus, assimilando-lhe os ensinamentos.
 
Entendendo a complexidade da conscientização, acolhemo-nos, assim, às lições vivas do Divino Mestre e, respeitosamente, retiramos nossas elucidações de significativo trecho do Evangelho do Apóstolo João, quando o Senhor nos assevera, categórico, no versículo 12 do Capítulo no. VII, do Evangelho do Apóstolo referido:
“Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas, pelo contrário terá a luz da vida” – João: Cap. VII – vers. 12.
Todos os companheiros que integraram este volume, de certo modo, em nossa campanha estão procurando seguir o Mestre Divino, tentando – todos nós – buscar o rumo da Espiritualidade Superior.
Falar em conscientização mais do que o Eterno Amigo seria para nós pretensão ou desperdício verbal.
Estudemos, trabalhemos, compreendamos e sirvamos, seguindo realmente os ensinos e exemplos do Cristo de Deus.
Conscientizemo-nos, pois.
EMMANUEL
Uberaba, 15 de agosto de 1993.
Livro: União em Jesus
Chico Xavier/Espíritos Diversos 
Francisco Rebouças

Feliz Natal!!


Queridos amigos, desejamos a todos vocês e suas respectivas famílias, um Feliz Natal com Jesus no coração de todos.
 
Que Deus abençôe esse dia, e que o Natal se estenda por todos os outros dias de nossas vidas, para que possamos realmente presentear o aniversariante com nossas melhores atitudes em benefício do necessitado do caminho!
 
Aproveito para agradecer a vocês queridos amigos pela companhia e  pela consideração que têm demosntrado  para conosco!
 
Um grande abraço, de coração.
 
Francisco Rebouças

CONVITE DE NATAL


Maria Dolores

Enquanto a glória do natal se expande
Aqui, ali, além
Toda a Terra se veste de esperança
Para a festa do bem !

Natal ! ... Refaz-se a vida, alguém ressurge
Nos clarões com que o céu te anuncia ....
É Jesus pedir-te que repartas
Do teu pão de Alegria.

Para louvar-lhe os dons da presença Divina,
Não digas, alma irmã, que nada tens;
A riqueza do amor, no coração fraterno,
É o maior de teus bens...

Quando o dia se esvai e a noite desce
Ao comando da sombra que a domina,
Para varrer a escuridão da estrada
Basta a luz de uma vela pequenina.

O deserto se esfalfa em longa sede,
Na solidão em que se configura ...
Se chega simples fonte,
Ei-lo mudado em flórida espessura! ....

Ninguém sabe tão bem, senão aquele
Que a penúria desgasta ou desconforta,
O valor de uma veste contra o frio,
O Tesouro de um prato dado à porta.

A migalha de força é a base do universo,
Desde a furna terrestre à estrela mais remota !...
Todo livro se escreve, letra a letra,
Compõe-se a melodia, nota a nota

Alma irmã, no serviço da bondade
Jamais te afirmes desfavorecida
Pobres sementes formam ricas messes !
Assim também na vida . . .

O cobertor, o pão, a prece, o abraço,
Uma frase de paz e compreensão
Podem criar prodígios de trabalho
De reconforto e de ressurreição

Natal ! ... dá de ti mesmo o quanto possuas,
No amparo à retaguarda padecente;
Toda bênção de auxílio é socorro celeste,
Que Deus amplia indefinidamente.

Natal ! recorda o Mestre da Bondade !
Ele, o cristo e Senhor
Acendeu sobre a Terra o sol do Novo Reino
Com migalhas de amor!

 
LIVRO: Antologia da Espiritualidade
Chico Xavier/Maria Dolores
 
Francisco Rebouças

PETIÇÕES DE NATAL

Maria Dolores

Senhor!...
Quando criança,
Se surgia o Natal,
Eu te enfeitava o nome em flores de papel
E te rogava em oração,
Tomada de esperança,
Que me mandasses por Papai Noel
Uma boneca diferente,
Que caminhasse à minha frente
Ou falasse em minha mão...
 
Noutro tempo, Senhor,
Jovem pisando alfombras cor-de-rosa,
De cada vez que ouvia
Anúncios de Natal,
Deslumbrada de sonho, eu te pedia
Um castelo de amor e fantasia
Para o meu ideal.

Depois... Mulher cansada,
Quando via o Natal, brilhando à porta,
Minha pobre ansiedade quase morta
Multiplicava preces
E suplicava que me desses,
Na velha angústia minha,
A ilusão de ser amada,
Embora, ao fim da estrada,
Fosse triste e sozinha.
 
Hoje, Senhor,
Alma livre, no Além, onde o consolo me refaz,
Ante a luz do Natal, novamente acendida,
Agradeço-te, em paz,
Contente e enternecida,
As surpresas da morte e as lágrimas da vida!...
E, se posso implorar-te algo à bondade,
Nunca me dês aquilo que eu mais queira,
 
Dá-me a tua vontade
E o dom da compreensão,
Entre a humildade verdadeira
E a serena alegria,
A fim de que eu te busque, dia-a-dia,
Mestre do coração!...

Livro: Antologia da Espiritualidade
Chico Xavier/Maria Dolores


Francisco Rebouças

Brasil coração do mundo...

https://youtu.be/_a9tpJnGcbw

Homenagem a Chico Xavier

Haroldo Dias Dutra - As cartas de Paulo

Haroldo Dutra - Jesus o Médico da Almas

https://youtu.be/Uk7OUvyGCZU



Divaldo Franco

https://youtu.be/OVbstbRFs9M

Entrevista sobre Emmanuel, Joanna de Ângelis...

Reencarnação é uma realidade

Palestra O trabalho no Bem - Cristiane Parmiter

Palestra: As Leis Divinas e nós - Cristiane Parmiter

Palestra: Benevolência - Cristiane Parmiter

Palestra: Jesus e o Mundo - Cristiane Parmiter

Palestra: A Dinâmica do Perdão - Cristiane Parmiter

Palestra: Perante Jesus - Cristiane Parmiter

Palestra AVAREZA - Cristiane Parmiter

Palestra Obediência Construtiva - Cristiane Parmiter

Palestra Tribulações - Cristiane Parmiter

Palestra Conquistando a Fé - Cristiane Parmiter

Palestra Humildade e Jesus - Cristiane Parmiiter

Palestra Renúncia - Cristiane Parmiter

Rádios Brasil

Simplesmente Espetacular!!!

Professora Amanda Gurgel

Andrea Bocelli & Sarah Brightman - Time To Say Goodbye

De Kardec aos dias de hoje

Madre Teresa

As Mães de Chico Xavier

Reencarnação - Menino Piloto

http://www.youtube.com/embed/cQ2ZqUCKDow" frameborder="0" allowfullscreen>

Muitas Vidas

Espiritismo: família de Andrea Maltarolli mantém contato com a autora - Mais Você - GLOBO

Divaldo Franco

ESPIRITISMO - CHICO XAVIER - REPORTAGEM DO FANTASTICO - OS SEGREDOS DE CHICO

Entrevista com Divaldo Franco

Sobre Emmanuel, Joanna de Ângelis, e muito mais, confira. 1ª Parte 2ª Parte

Oração de Gratidão - Divaldo Franco

Chico Xavier

Chico Xavier no Fantástico

Chico Xavier (2010) trailer oficial

Página de Mensagens

Nesta página estarei lançando variadas páginas de conteúdo edificante para nosso aprendizado.

Francisco Rebouças.

1-ANTE A LIÇÃO

"Considera o que te digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo".- Paulo. II TIMÓTEO. 2:7.

Ante a exposição da verdade, não te esquives à meditação sobre as luzes que recebes.

Quem fita o céu, de relance, sem contemplá-lo, não enxerga as
estrelas; e quem ouve uma sinfonia, sem abrir-lhe a acústica da alma, não lhe percebe as notas divinas.

Debalde escutarás a palavra inspirada de pregadores ardentes, se não descerrares o coração para que o teu sentimento mergulhe na claridade bendita daquela.

Inúmeros seguidores do Evangelho se queixam da incapacidade de retenção dos ensinos da Boa Nova, afirmando-se ineptos à frente das novas revelações, e isto porque não dispensam maior trato à lição ouvida, demorando-se longo tempo na província da distração e da leviandade.

Quando a câmara permanece sombria, somos nós quem desata o ferrolho à janela para que o sol nos visite.

Dediquemos algum esforço à graça da lição e a lição nos responderá com as suas graças.

O apóstolo dos gentios é claro na observação. "Considera o que te digo, porque, então, o Senhor te dará entendimento em tudo."

Considerar significa examinar, atender, refletir e apreciar.

Estejamos, pois, convencidos de que, prestando atenção aos
apontamentos do Código da Vida Eterna, o Senhor, em retribuição à nossa boa-vontade, dar-nos-á entendimento em tudo.

Livro: Fonte Viva
Chico Xavier/Emmanuel

NO CAMPO FÍSICO

"Semeia-se corpo animal, ressuscitará corpo espiritual." - Paulo. (I CORÍNTIOS, 15:44.)

Ninguém menospreze a expressão animal da vida humana, a pretexto de preservar-se na santidade.

A imersão da mente nos fluidos terrestres é uma oportunidade de sublimação que o espírito operoso e desperto transforma em estruturação de valores eternos.

A sementeira comum é símbolo perfeito.

O gérmen lançado à cova escura sofre a ação dos detritos da terra, afronta a lama, o frio, a resistência do chão, mas em breve se converte em verdura e utilidade na folhagem, em perfume e cor nas flores e em alimento e riqueza nos frutos.

Compreendamos, pois, que a semente não estacionou. Rompeu todos os obstáculos e, sobretudo, obedeceu à influência da luz que a orientava para cima, na direção do Sol.

A cova do corpo é também preciosa para a lavoura espiritual, quando nos submetemos à lei que nos induz para o Alto.

Toda criatura provisoriamente algemada à matéria pode aproveitar o tempo na criação de espiritualidade divina.

O apóstolo, todavia, é muito claro quando emprega o termo "semeia-se". Quem nada planta, quem não trabalha na elevação da própria vida, coagula a atividade mental e rola no tempo à maneira do seixo que avança quase inalterável, a golpes inesperados da natureza.

Quem cultiva espinhos, naturalmente alcançará espinheiros.

Mas, o coração prevenido que semeia o bem e a luz, no solo de si mesmo, espere, feliz, a colheita da glória espiritual.

E N T R E I R M Ã O S
Olympia Belém (Espírito)[1]

Estes são tempos desafiadores para todos os que buscam um mundo melhor, onde reine o amor, onde pontifique a fraternidade, onde possam florir os mais formosos sentimentos nos corações.
Anelamos por dias em que a esperança, há tanto tempo acariciada, possa converter-se em colheita de progressos e de paz.
Sonhamos com esse alvorecer de uma nova era em que o Espiritismo, transformado em religião do povo, apresentando Jesus às multidões, descrucificado e vivo, possa modificar as almas, para que assumam seu pujante papel de filhas de Deus no seio do mundo.
Entrementes, não podemos supor que esses ansiados dias estejam tão próximos, quando verificamos que há, ainda, tanta confusão nos relacionamentos, tanta ignorância nos entendimentos, tanta indiferença e ansiedade nos indivíduos, como se vendavais, tufões, tormentas variadas teimassem em sacudir o íntimo das criaturas, fazendo-as infelizes.
A fim de que os ideais do Cristo Jesus alcancem a Terra, torna-se indispensável o esforço daqueles que, tendo ouvido o cântico doloroso do Calvário, disponham-se a converter suas vidas na madrugada luminosa do Tabor.
O mundo terreno, sob ameaças de guerras e sob os rufares da violência, em vários tons, tem urgência do Mestre de Nazaré, ainda que O ignore em sua marcha atordoada, eivada do materialismo que o fascina, que o domina e que o faz grandemente desfigurado, por faltar sentido positivo e digno no uso das coisas da própria matéria.
Na atualidade, porém, com as advertências da Doutrina dos Espíritos, com essa luculenta expressão da misericórdia de Deus para com Seus filhos terrenos, tudo se torna menos áspero, tudo se mostra mais coerente, oferecendo-nos a certeza de que, no planeta, tudo está de conformidade com a lei dos merecimentos, com as obras dos caminheiros, ora reencarnados, na estrada da suspirada libertação espiritual.
"A cada um segundo as suas obras" aparece como canto de justiça e esperança, na voz do Celeste Pastor.
Hoje, reunidos entre irmãos, unimo-nos aos Emissários destacados do movimento de disseminação da luz sobre as brumas terráqueas, e queremos conclamar os queridos companheiros, aqui congregados, a que não se permitam atormentar pelos trovões que se fazem ouvir sobre as cabeças humanas, ameaçadores, tampouco esfriar o bom ânimo, considerando que o Cristo vela sempre. Que não se deixem abater em razão de ainda não terem, porventura, alcançado as excelentes condições para o ministério espírita, certos de que o tempo é a magna oportunidade que nos concede o Senhor. Que ponham mãos à obra, confiantes e vibrantes, certos de que os verdadeiros amigos de Jesus caminham felizes, apesar das lutas e das lágrimas, típicas ocorrências das experiências, das expiações e das provas.
Marchemos devotados, oferecendo, na salva da nossa dedicação, o melhor que o Espiritismo nos ensina, o melhor do que nos apresenta para os que se perdem nas alamedas do medo, da desesperança e da ignorância a nossa volta.
Hoje, entre os amigos espíritas, encontramos maior ânimo para a superação dos nossos próprios limites, o que configurará, ao longo do tempo a superação dos limites do nosso honroso Movimento Espírita.
Sejamos pregadores ou médiuns, evangelizadores, escritores ou servidores da assistência social, não importa. Importa que nos engajemos, todos, nos labores do Codificador, plenificando-nos da grande honra de cooperar com os excelsos interesses do Insuperado Nazareno.
O tempo é hoje, queridos irmãos. O melhor é o agora, quando nos entrelaçamos para estudar, confraternizar e louvar a Jesus com os corações em clima festivo.
Certos de que o Espiritismo é roteiro de felicidade e bandeira de luz, que devemos içar bem alto sobre o dorso do planeta, abracemo-nos e cantemos, comovidos: Louvado seja Deus! Louvado seja Jesus!
Com extremado carinho e votos de crescente progres­so para todos, em suas lidas espiritistas, quero despedir-me sempre devotada e servidora pequenina.
Olympia Belém.

[1]
- Mensagem psicografada pelo médium J. Raul Teixeira no dia 03.09.95, no encerramento da X Confraternização Espírita do Estado do Rio de Janeiro.

O TEMPO

“Aquele que faz caso do dia, patrão Senhor o faz.” — Paulo. (ROMANOS, capítulo 14, versículo 6.)

A maioria dos homens não percebe ainda os valores infinitos do tempo.
Existem efetivamente os que abusam dessa concessão divina. Julgam que a riqueza dos benefícios lhes é devida por Deus.
Seria justo, entretanto, interrogá-los quanto ao motivo de semelhante presunção.
Constituindo a Criação Universal patrimônio comum, é razoável que todos gozem as possibilidades da vida; contudo, de modo geral, a criatura não medita na harmonia das circunstâncias que se ajustam na Terra, em favor de seu aperfeiçoamento espiritual.
É lógico que todo homem conte com o tempo, mas, se esse tempo estiver sem luz, sem equilíbrio, sem saúde, sem trabalho?
Não obstante a oportunidade da indagação, importa considerar que muito raros são aqueles que valorizam o dia, multiplicando-se em toda parte as fileiras dos que procuram aniquilá-lo de qualquer forma.
A velha expressão popular “matar o tempo” reflete a inconsciência vulgar, nesse sentido.
Nos mais obscuros recantos da Terra, há criaturas exterminando possibilidades sagradas. No entanto, um dia de paz, harmonia e iluminação, é muito importante para o concurso humano, na execução das leis divinas.
Os interesses imediatistas do mundo clamam que o “tempo é dinheiro”, para, em seguida, recomeçarem todas as obras incompletas na esteira das reencarnações... Os homens, por isso mesmo, fazem e desfazem, constroem e destroem, aprendem levianamente e recapitulam com dificuldade, na conquista da experiência.
Em quase todos os setores de evolução terrestre, vemos o abuso da oportunidade complicando os caminhos da vida; entretanto, desde muitos séculos, o apóstolo nos afirma que o tempo deve ser do Senhor.

Livro: Caminho Verdade e Vida.
Chico Xavier/Emmanuel.

NISTO CONHECEREMOS

"Nisto conhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro." (I JOÃO, 4:6.)

Quando sabemos conservar a ligação com a Paz Divina, apesar de todas as perturbações humanas, perdoando quantas vezes forem necessárias ao companheiro que nos magoa; esquecendo o mal para construir o bem; amparando com sinceridade aos que nos aborrecem; cooperando espiritualmente, através da ação e da oração, a benefício dos que nos perseguem e caluniam; olvidando nossos desejos particulares para servirmos em favor de todos; guardando a fé no Supremo Poder como luz inapagável no coração; perseverando na bondade construtiva, embora mil golpes da maldade nos assediem; negando a nós mesmos para que a bênção divina resplandeça em torno de nossos passos; carregando nossas dificuldades como dádivas celestes; recebendo adversários por instrutores; bendizendo as lutas que nos aperfeiçoam a alma, à frente da Esfera Maior; convertendo a experiência terrena em celeiros de alegrias para a Eternidade; descortinando ensejos de servir em toda parte; compreendendo e auxiliando sempre, sem a preocupação de sermos entendidos e ajudados; amando os nossos semelhantes qual temos sido amados pelo Senhor, sem expectativa de recompensa; então, conheceremos o espírito da verdade em nós, iluminando-nos a estrada para a redenção divina.

DOUTRINAÇÕES

"Mas não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos, antes, por estarem os vossos nomes escritos nos céus." — Jesus. (LUCAS, capítulo 10, versículo 20.)

Freqüentemente encontramos novos discípulos do Evangelho exultando de contentamento, porque os Espíritos perturbados se lhes sujeitam.

Narram, com alegria, os resultados de sessões empolgantes, nas quais doutrinaram, com êxito, entidades muita vez ignorantes e perversas.

Perdem-se muitos no emaranhado desses deslumbramentos e tocam a multiplicar os chamados "trabalhos práticos", sequiosos por orientar, em con-tactos mais diretos, os amigos inconscientes ou infelizes dos planos imediatos à esfera carnal.

Recomendou Jesus o remédio adequado a situações semelhantes, em que os aprendizes, quase sempre interessados em ensinar os outros, esquecem, pouco a pouco, de aprender em proveito próprio.

Que os doutrinadores sinceros se rejubilem, não por submeterem criaturas desencarnadas, em desespero, convictos de que em tais circunstâncias o bem é ministrado, não propriamente por eles, em sua feição humana, mas por
emissários de Jesus, caridosos e solícitos, que os utilizam à maneira de canais para a Misericórdia Divina; que esse regozijo nasça da oportunidade de servir ao bem, de consciência sintonizada com o Mestre Divino, entre as certezas
doces da fé, solidamente guardada no coração.

A palavra do Mestre aos companheiros é muito expressiva e pode beneficiar amplamente os discípulos inquietos de hoje.

Livro: Caminho Verdade e Vida.

Chico Xavier/Emmanuel.

FILHOS DA LUZ

FILHOS DA LUZ"Andai como filhos da luz." - Paulo.

(EFÉSIOS, 5:8.)Cada criatura dá sempre notícias da própria origem espiritual.

Os atos, palavras e pensamentos constituem informações vivas da zona mental de que procedemos.

Os filhos da inquietude costumam abafar quem os ouve, em mantos escuros de aflição.

Os rebentos da tristeza espalham o nevoeiro do desânimo.

Os cultivadores da irritação fulminam o espírito da gentileza com os raios da cólera.

Os portadores de interesses mesquinhos ensombram a estrada em que transitam, estabelecendo escuro clima nas mentes alheias.

Os corações endurecidos geram nuvens de desconfiança, por onde passam.

Os afeiçoados à calúnia e à maledicência distribuem venenosos quinhões de trevas com que se improvisam grandes males e grandes crimes.

Os cristãos, todavia, são filhos da luz.E a missão da luz é uniforme e insofismável.Beneficia a todos sem distinção.

Não formula exigências para dar.Afasta as sombras sem alarde.

Espalha alegria e revelação crescentes.Semeia renovadas esperanças.Esclarece, ensina, ampara e irradia-se.

Vinha de Luz

Chico Xavier/André Luiz


QUEM LÊ, ATENDA

"Quem lê, atenda." - Jesus. (MATEUS, 24:15.)

Assim como as criaturas, em geral, converteram as produções sagradas da Terra em objeto de perversão dos sentidos, movimento análogo se verifica no mundo, com referência aos frutos do pensamento.

Freqüentemente as mais santas leituras são tomadas à conta de tempero emotivo, destinado às sensações renovadas que condigam com o recreio pernicioso ou com a indiferença pelas obrigações mais justas.

Raríssimos são os leitores que buscam a realidade da vida.

O próprio Evangelho tem sido para os imprevidentes e levianos vasto campo de observações pouco dignas.

Quantos olhos passam por ele, apressados e inquietos, anotando deficiências da letra ou catalogando possíveis equívocos, a fim de espalharem sensacionalismo e perturbação? Alinham, com avidez, as contradições aparentes e tocam a malbaratar, com enorme desprezo pelo trabalho alheio, as plantas tenras e dadivosas da fé renovadora.

A recomendação de Jesus, no entanto, é infinitamente expressiva.

É razoável que a leitura do homem ignorante e animalizado represente conjunto de ignominiosas brincadeiras, mas o espírito de religiosidade precisa penetrar a leitura séria, com real atitude de elevação.

O problema do discípulo do Evangelho não é o de ler para alcançar novidades emotivas ou conhecer a Escritura para transformá-la em arena de esgrima intelectual, mas, o de ler para atender a Deus, cumprindo-lhe a Divina Vontade.

Livro; Vinha de Luz
Chico Xavier/Emmanuel