Trabalhemos todos, pela Unificação do movimento espírita!!

O Espiritismo é uma questão de fundo; prender-se à forma seria puerilidade indigna da grandeza do assunto. Daí vem que os centros que se acharem penetrados do verdadeiro espírito do Espiritismo deverão estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se para combater os inimigos comuns: a incredulidade e o fanatismo.”

“Dez homens unidos por um pensamento comum são mais fortes do que cem que não se entendam.”
Allan Kardec (Obras Póstumas – Constituição do Espiritismo – Item VI).



quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

PROVAÇÃO DE UM HOMEM

Maria Dolores

Na casa estilo antigo, austera e reservada,
Acontecera assalto revoltante.
Tudo fora ocorrência de um instante.

Caira a noite espessa em garoa gelada
Um homem qual se fosse conhecido
Abrira facilmente um aporta de entrada,
Sem qualquer alarido,
E ganhara o interior,
Atirando no dono, um pobre professor,
A quem aparecera mascarado,
Furtando-lhe o dinheiro resguardado,
E jóias de valor,
Que se mantinham numa caixa forte...
Em seguida, fugira o malfeitor...

Fizeram-se tumulto e burburinho.
A polícia viera num momento
Num grupo de severos patrulheiros.

O antigo educador, aos oitenta janeiros,
Duramente atingido, estava quase à morte
No quarto em desalinho,
Sob a assistência de uma filha em pranto,
Pediu fosse chamado o seu filho, mais velho, um magistrado,
Pois queria falar-lhe na hora extrema.

A patrulha expediu prestimoso soldado...
Quase que de repente,
Um cavalheiro de alto porte
Adentrou-se na casa em revolta evidente.
Beijou as mãos paterna, comovido,
E após ouvir detalhes do ocorrido,
Clamou, exasperado.
-Hoje, de qualquer jeito,
Saberemos punir o celerado
E guarda-lo, a preceito...

Mas, na perde de sangue que o domina,
Embora a proteção da Medicina,
Sabendo-se a morrer, o pai lhe implora:
-Meu filho, ouve-me bem!...
Já não posso falar bastante agora...
Não persigas ninguém.
Deixa de lado
O infeliz companheiro mascarado...
Que seria de nós se o delinqüente
Fosse de nossa gente?!...
Quero partir abençoando os meus...
É preciso perdoar,
Esquecer, entender e auxiliar,
Para estarmos com Deus...

Entretanto, o ferido fez-se mudo.
Calou-se-lhe a voz clara.

A parada cardíaca chegara
E, depois dela, a morte apareceu,
Lançando sombra em tudo.

Ao ver o genitor imóvel sobre o leito,
O filho magistrado
Exclamou revoltado:
-Não, não posso perdoar o terrível sujeito
Que aniquilou meu pai covardemente.
E chamando a patrulha, incontinenti,
Determinou, em voz desesperada:
-Precisamos concluir a tremenda caçada,
Contratem populares... Quero isso:
Mais gente habilitada no serviço.
Seja alcançado e preso
O homem que matou meu pai, velho e indefeso...
Preso e depressa!... É o que lhes digo...
Esse monstro é um perigo!...

Partem homens dispersos sob a noite.
Sirenes gritam alto;
Rodam carros rangendo sobre o asfalto,
O vento frio corta qual açoite...
Mais algum tempo decorrido,
E um emissário surge espavorido.
Pede licença ao chefe e lhe fala: - Doutor,
Prendemos finalmente o malfeitor...
Foi, porém, alvejado
A tiros de um rapaz que nos seguia,
Um popular não identificado;
Mas preciso aviar-lhe que o detento
Está em grande sofrimento,
Sob a pressão de forte hemorragia...
É um rapaz muito moço, um menino a chorar...
Creia o senhor, é um caso singular...
Nosso grande empecilho
É que o jovem declara ser seu filho
E roga-lhe a presença na prisão!...

O magistrado em pleno desconforto,
No velório do pai, agora morto,
Exclama em fúria para o mensageiro:
-Meu filho? Nunca. Desde tenra idade,
Teve em meu cofre o que quis, à vontade,
Meu rapaz foi criado ao valor do dinheiro...
E acrescentou: - esse ladrão
É um patife de lenda;
Meu filho nestes dias
Está de férias na fazenda,
A dezoito quilômetros daqui...
-Doutor, e o ferimento?
É dos mais graves que já vi,
Esclarece o emissário, calmo e atento,
-Devo buscar o médico ainda agora?

O interpelado irritadiço
Respondeu, prontamente:
-Nada de mimos para o delinqüente,
Depois do sol nascer, cogitaremos disso.

A manhã refulgia, clara e bela,
Quando, cercado de assessores,
O magistrado entrou na cela...
Mas ao ver o rapaz que um guarda lhe apresenta,
Ofegando, cansado, em agonia.
Numa poça sangrenta,
Reconhece, assombrado, à luz daquele olhar
Que a morte recolhia,
Agindo devagar
Então se pôs a rugir, a tremer e a clamar
-Deus!...Pai de Bondade e de infinito Amor,
Que fiz para sofrer tamanha dor?

Em seguida, abraçou-se ao jovem, ternamente,
No modesto colchão que o servia por leito...
A beijar-lhe, ansioso, as feridas do peito.
Nas rudes convulsões que a mágoa lhe consente,
Rebuscava-lhe, em vão, o olhar agora já sem brilho...
O nobre magistrado, em pranto ardente,
Encontrara no morto o próprio filho.

Livro: Alma e Vida
Chico Xavier/Maria Dolores
 
Francisco Rebouças

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Centro Espírita de Valença


C O M U N I C A D O - C E V

Amanhã, 29 de fevereiro, às 19h30

PALESTRA MUSICAL no CEV com o Grupo P E S C A D O R E S, de Vassouras, apresentando o tema A FÉ , fechando o mês dedicado ao Centenário do C E V . Contamos com sua presença amiga!

A Direção


Francisco Rebouças

PAIS CARETAS

1 - Tenho um relacionamento complicado com meus pais. Vivemos às turras. Fomos Inimigos no passado?

A dificuldade não está no reencontro de inimigos do pretérito, que até pode acontecer. Basicamente, porém, sustenta-se em nossos desencontros com a compreensão.

2 - Como cultivar compreensão se não há o mesmo empenho da parte deles?

Quem exercita a compreensão apenas quando há reciprocidade ainda não conquistou o dom de compreender.

3 - O problema maior é a caretice de ambos. Têm idéias estreitas, quadradas... Não dá para agüentar.

Talvez o que lhe pareça estreiteza seja apenas uma visão mais prudente, inspirada na experiência. Eles já tiveram sua idade e desejam evitar que você incorra nos mesmos enganos que cometeram.

4 - E se não estou interessado? Não tenho o direito de desenvolver minhas próprias experiências, sem intromissão dos coroas?

Certamente, quando for emancipado. Enquanto eles o sustentarem, dando-lhe casa, comida, roupas, escola, têm o direito inalienável e, mais que isso, o dever de indicar-lhe os caminhos que lhes pareçam mais acenados.

5 - Não tenho direito à auto-afirmação? Quero sentir-me gente, com a liberdade de ser eu mesmo.

Não confunda rebeldia com auto-afirmação. Esta subordina-se muito mais ao ajuste de nossos valores íntimos, com o cultivo da reflexão, e muito menos a iniciativas contestatórias.

6 - Parece-me intolerável ter gente controlando minha vida, dizendo-me o que devo fazer.

Então deve mudar-se para uma ilha deserta. Em qualquer relacionamento humano há regras, leis, normas... Há uma hierarquia a ser observada, envolvendo o lar, a escola, a profissão, a sociedade.

7 - O que devo fazer para melhorar nosso relacionamento?

Experimente concordar com seus pais, dar-lhes satisfação de seus atos, pedir orientação. Ficará surpreendido com os resultados.

8 - E o que não devo fazer?

Nunca cobre nada. Seus pais podem não ser os melhores do mundo, mas esteja certo de que são aqueles que merece. E, afinal, sem eles não estaria colhendo os benefícios da reencarnação. Você lhes deve isso.

Livro: Não Pise na Bola
Richard Simonetti
 
Francisco Rebouças

Liebe Freunde,

Liebe Freunde,
auf unser Wiedersehen in München freuen wir uns sehr. Freude, Gemeinsamkeit und Begegnung stehen mit anderen positiven Leitmotiven über unserem Treffen.

Das Hauptthema des Treffens ist die "Verantwortung der spiritistischen Arbeiter".

Wir widmen das Treffen einem unvergesslichen und unermüdlichen Arbeiter der spiritistischen Lehre – Chico Xavier – und den vier ersten Büchern von Andre Luiz (Unser Heim, Die Boten, Missionare des Lichts und Arbeiter des ewigen Lebens), die er psychografiert hat.

Es ist empfehlenswert, die vier Bücher gelesen zu haben, da wir uns während des Treffens mit ihnen beschäftigen werden.

Anbei findet Ihr das Plakat zum Treffen und das Anmeldeformular.

Bitte meldet Euch bis spätestens Ende Mai an, da die Teilnehmerzahl begrenzt ist.

Im Namen von Geeak grüße ich Euch ganz herzlich
Cleide
"Seid guten Mutes! Ich bin's. Fürchtet euch nicht!"

"Tende ânimo; sou eu; não temais!" - [Jesus - Matthäus, 14:27]

Queridos amigos,
estamos felizes com nosso reencontro em Munique. Alegria, interesses comuns sao temas centrais, entre outros, no nosso Encontro de outubro.


O tema central do Encontro é "Responsabilidade do Trabalhador Espírita".

Nós dedicamos o Encontro ao inesquecível e incansável trabalhador da Doutrina Espírita - Chico Xavier - e aos quatro primeiros livros de André Luiz (Nosso Lar, Os Mensageiros, Missionários da Luz e Obreiros da Vida Eterna), psicografados por ele.

É recomendável ler estes livros, pois teremos atividades relevantes ligadas a eles.

Em anexo vocês encontram o cartaz e o formulário de inscriçao do Encontro.

Por favor, façam suas inscrições até final de maio, pois o número de participantes é limitado.

Em nome do Geeak abraço-os carinhosamente
Cleide

Francisco Rebouças

Palestra Espírita em Bruxelas

O Cesak - Centro de Estudos Espírita Allan Kardec,  tem o prazer de convidá-lo cordialmente para a palestra  que será proferida por Juselma Coelho.

Título: Educação da não-violência

Quarta-feira, 29 fevereiro a 8:00 na sede do CESAK
Local, 134 Rue Louis Hap, 1040 Bruxelas
Formada em pedagogia,

Juselma Coelho, origem brasileira, já fez palestras em todo o mundo (EUA, Alemanha, Suíça, Portugal...).

Ela é presidente da Seman e editora Fonte Viva. Ela também coordena o trabalho feito com a pomada Vovô Pedro (pomada homeopática famosa distribuída gratuitamente em todo o Brasil).

A entrada é gratuita

Contato e informações: cesakbruxelles@gmail.com ou 02/647 37 85
 
Francisco Rebouças

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Ultrapassamos a marca das 61.000 visitas!

Prezados amigos, mais uma vez estamos vibrando de felicidade ao verificar que acabamos de ultrapassar a incrível marca das 61.000 visitas ao nosso Blog espírita. Voltamos a lembrar que o contador só foi instalado em 31/10/2009.

Agradecemos a Deus nosso Pai amoroso e bom, aos Amigos Espirituais e a vocês nossos fraternos e leais amigos, pelo êxito obtido até aqui com este modesto trabalho de divulgação da doutrina espírita, com toda fidelidade aos seus postulados, pois, sabemos que este é o segredo do sucesso do nosso Blog.

Honraremos o compromisso assumido quando da criação deste trabalho, de realizá-lo sempre alicerçado pela codificação espírita sem achismos ou modismos desnecessários e condenáveis sob todos os aspectos.

Vocês amigos, representam para nós inestimável patrimônio!

Rogamos a Jesus nosso Mestre e Guia que mantenha unidos e operosos, sob sua divina inspiração, hoje e sempre!

Nosso sincero e reconhecido muito obrigado a todos!!!

Muita PAZ!

Francisco Rebouças

Raul Teixeira


Raul Teixeira

Raul Teixeira prossegue com seu tratamento visando sua recuperação.

Está escrevendo muito bem com a mão esquerda. A mão direita ainda se apresenta com certa rigidez, requisitando continuado tratamento fisioterápico. Ainda se comunica com limitações, embora, consiga articular palavras e frases curtas.

No período do Carnaval, esteve presente ao lado de amigos da SEF, jovens da Mocidade e de convidados de outras cidades, no tradicional encontro de quatro dias realizado no interior paulista, participando dos estudos realizados na parte da tarde e dos Cultos, à noite. Nos períodos da manhã, rodeado pelos amigos, contava casos e as experiências vividas nas últimas semanas, usando da fala associada aos gestos, que lhe vão permitindo se comunicar.

Raul se apresenta com excelente disposição e com seu conhecido bom-humor.

Sua submissão e confiança na Vontade Divina é contagiante, deixando-nos profundamente comovidos.

Fraternalmente,
Diretoria da SEF


Francisco Rebouças

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Conferência Espírita em Caldas da Rainha


O MEDO 

Na sexta-feira, dia 02 de Março de 2012, pelas 21H00, irá decorrer uma conferência espírita subordinada ao tema O MEDO.

Será apresentada a visão da Doutrina Espírita sobre o medo. Todos nós temos medo de alguma coisa, medo de perder alguém, medo de morrer, medo de coisas novas. Por vezes o medo é tanto que paralisa o ser humano. O que tem o espiritismo a dizer sobre o medo?

Esta palestra terá lugar na sede do Centro de Cultura Espírita, no Bairro das Morenas, em Caldas da Rainha, na Rua Francisco Ramos, nº 34, r/c.

As entradas são livres e gratuitas.


Francisco Rebouças

A FÉ MOVE MONTANHAS

RESUMO - A FÉ MOVE MONTANHAS

Numa altura em que face às calamidades que têm assolado a humanidade, aparentemente, a fé caiu em desuso, qual é a postura da doutrina Espírita sobre o poder da fé? Foi abordada a fé na ótica Espírita, fazendo-se a distinção entre a fé cega e a fé raciocinada.




Serenidade
No meio da multidão
ansiamos pela solidão.
No isolamento, clamamos:
"Que aborrecimento!".
Na riqueza preocupamo-nos
com a sorte dos nossos rendimentos.
Na pobreza reclamamos
dos nossos magros proventos.
Cada um está
onde Deus o colocou
para bem edificar,
boa ferramenta lhe entregou.
Insatisfação rima
com desmedida ambição
E felicidade com
resignada serenidade.
Psicografia recebida por MC na reunião mediúnica do CCE, C. Rainha, Portugal, em 12 de Janeiro de 2012

Escolher bem ou mal
Tomar as dores alheias
É mal visto em sociedade
Quando as barrigas estão cheias
Vai-se a solidariedade

Mas quando a dor bate à porta
Faz tão bem ao coração
Haver alguém que se importa
Alguém que nos dê a mão

Egoísmo ou caridade
É em que consiste a moral
Cada um tem liberdade
De escolher bem ou mal
Psicografia recebida por MC na reunião mediúnica do CCE, C. Rainha, Portugal, em 24 de Janeiro de 2012
Francisco Rebouças

ELOGIOS


“Mas ele disse: Antes, bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam.” — (LUCAS, CAPÍTULO 11, VERSÍCULO 28.)

Dirigira-se Jesus à multidão, com o enorme poder do seu amor, conquistando geral atenção.

Mal terminara as observações amorosas e sábias, eis que uma senhora se levanta no seio da turba e, magnetizada pela sua expressão de espiritualidade sublime, reporta-se, em alta voz, às bem-aventuranças que deviam caber a Maria, por haver contribuído na vinda do Salvador à face da Terra. Mas, prestamente, na perfeita compreensão das conseqüências infelizes que poderiam advir da atitude impensada, responde o Mestre que, antes de tudo, serão bem-aventurados os que ouvem a revelação de Deus e lhe praticam os ensinamentos, observando-lhe os princípios.

A passagem constitui esclarecimento vivo para que não se amorteça, entre os discípulos sinceros, a campanha contra o elogio pessoal, veneno das obras mais santas a sufocar-lhes propósitos e esperanças.

Se admiras algum companheiro que se categoriza a teus olhos por trabalhador fiel do bem, não o perturbes com palavras, das quais o mundo tem abusado muitas vezes, construindo frases superficiais, no perigoso festim da lisonja. Ajuda-o, com boa-vontade e entendimento, na execução do ministério que lhe compete, sem te esqueceres de que, acima de todas as bem-aventuranças, brilham os divinos dons daqueles que ouvem a Palavra do Senhor, colocando-a em prática.

Livro: Pão Nosso
Chico Xavier/Emmanuel
 
Francisco Rebouças

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Lindos Casos de Chico Xavier

CASOS DE M. QUINTÃO

Numa sexta-feira do mês de maio de 1945, M. Quintão, na varanda de sua aprazível vivenda, no Méier, conversava animadamente com o confrade Meireles, quando sua cara companheira o chama para nivelar o piano, isto é, acertá-lo nos pisos.

Com o auxílio do irmão Meireles, pegou na alça do piano e, fazendo força para levantá-lo, sentiu uma torção nos rins, sobre-vindo-lhe intensa dor que o obrigou a acamar-se.

O caso, que antes parecia sem importância, agravou-se, impossibilitando-o de ir à Casa de Ismael presidir à Sessão pública das 19:30. D. Alzira, sua esposa, alvitrou que telegrafasse ao Chico respondendo-lhe M. Quintão:

— Não convém, isto vai alarmar e nada produzirá, de vez que, se for permitido, mesmo de longe ou daqui de perto, receberei o remédio de que careço. Esperemos até domingo, se não melhorar, escreveremos ao Chico.

E, por intuição, foi medicando-se.

Domingo, pela manhã, o correio traz uma carta.

Abrem-na.

É do Chico Xavier, com uma mensagem de Emmanuel, que logo de início, diz:

— Antes de tudo, desejo identificar-me, dizendo-lhe que, em verdade, o telegrama antes alarma e nada beneficia. Desde que sofreu o acidente, estamos medicando-o. E continue tomando os remédios que, por via intuitiva, já lhe receitamos.

Dias depois, o nosso caro irmão ficou restabelecido.

Procurou a Mensagem para nos dar, mas não a encontrou.

Que pena!

Seria mais um clichê documentativo para o nosso Livro!

Também, em começo de abril de 1947, o mesmo confrade sonha com a data de 18.

Constou esse sonho de seu magnífico livro CINZAS DE MEU CINZEIRO.

Depois de várias considerações sobre sonhos, disse-nos:

— “Despertei alta noite, a tracejar uma folha de calendário do ano de 1947.

Era uma dessas folhinhas de parede, modelo comercial, que eu esboçava com requintes de meticulosidade, à tinta encarnada, assim:
1947

18 de abril

sexta-feira

E a impressão era tão viva que não resisti ao desejo de grafá-la imediatamente no meu calepino; nem sopitava a freima de transmiti-la aos confrades mais íntimos. E não faltou quem sorrisse de minha puerilidade.

“Ora para que havia de dar o Quintão no crepúsculo da vida!”

Um houve, que identificou a efeméride com a primeira edição do “Livro dos Espíritos”: em outros eu pressentia o palpite piedoso da minha desencarnação.

Em matéria de sonhos o campo é livre e infinito, e como lá diz: — “O melhor da festa é esperar por ela”, a festa veio no dia 18 de abril passado; o nosso nunca assaz e lembrado Chico Xavier viajou a serviço, de Pedro Leopoldo para Juiz de Fora, e, porque não nos víamos havia três anos, aproveitou o ensejo para uma surpresa de arromba. De arromba, porque me chegou a penates às 22 horas, debaixo de chuva.

Era só para matar saudades, num fugaz e furtivo abraço. Não podia demorar, regressaria no primeiro trem da manhã, precisava parar ainda em Juiz de Fora e estar a tempo em Pedro Leopoldo, a fim de, na próxima terça-feira, seguir para a feira pecuária de Uberaba. Serviço é Lei, manda quem pode. Repousar? Dormir? Não. Poderia perder o trem... Candura do Chico!

— Vamos, então, “bater papo” toda a noite, enquanto chove grosso lá fora.

Mesa posta, café, biscoitos e um mundo de idéias, comentários, recordações.

O velho Kronos se eclipsa, envergonhado talvez, e Morfeu vai-lhe na pegada com as suas papoulas... As quatro da madrugada canta o galo. Minha mulher pede ao Chico uma indicação, um conselho mediúnico...

— Deixa-te disso, o Chico está fatigado, exausto mesmo; de resto, eu sempre fui infenso a comunicações preconcebidas.

O Médium, porém, não recalcitrou, toma lesto da lapiseira e sem pestanejar escreve de jato:

AVE, MARIA!
No primeiro aniversário
De minha libertação,
Em teu lar, Quintão amigo,
Procuro o altar da oração.

Ave, Maria! Mãe que por nós velas
Do teu trono de ternos resplendores,
Auxilia os teus filhos sofredores,
Que padecem a fúria das procelas.

Cheia de graça, estrela entre as mais belas,
Anjo excelso dos pobres pecadores,
Balsamiza, Senhora, as nossas dores,
Tu, que por nossas almas te desvelas.

O Senhor é contigo, Soberana,
Astro sublime sobre a noite humana,
Sol que infinitos dons de Deus encerra!

Bendita és para sempre, Mãe querida,
Por teus braços de amor, ternura e vida,
Por teu manto de luz que ampara a terra!
BRAGA NETO

Isto, continua M. Quintão, com a lapiseira que guardo como lembrança do saudoso e inesperado visitante.

Juro que não me lembrava, absolutamente, do seu transpasse nesta data.

Nem o Médium, tê-lo-ia de memória, tão pouco.

E aqui fica mais um lindo caso de um sonho premonitório, para cuja realização o caro Chico foi o instrumento feliz.

Lindos Casos se Chico Xavier
Ramiro Gama

Francisco Rebouças

Nova diretoria do CEV - Centro Espírita de Valença

 
Em Assembléia Geral Extraordinária realizada ontem, 24 de fevereiro de 2012, em sua sede, foi eleita a nova diretoria do CEV para a gestão 2012/2015. Divulgamos em anexo os nomes dos diretores e dos responsáveis pelos Departamentos para conhecimento do destinatário, colocando –nos à disposição das casas coirmãs e dos companheiros em geral. Muita paz e união no desempenho de nossas tarefas, são os nossos votos sinceros.
Jeanne M.R.M. Sampaio
Maria da Conceição C. Mattos
 CHAPA CENTENÁRIO
GESTÃO 2012/2015
Presidente:
Jeanne Martha Rocha de Magalhães Sampaio
Vice-Presidente:
Maria da Conceição Cadinelli Mattos
Diretor de Doutrina e Educação Espírita:
Milton de Oliveira
Diretor Administrativo:
Clara Regina da Graça Almeida
Diretor Financeiro e Patrimonial:
Roberto de Magalhães Sampaio
Diretoria de Doutrina e Educação Espírita:
1) Departamento de Evangelização:
Maria da Conceição Cadinelli Mattos
2) Departamento de Mediunidade e Assistência Espiritual:
Rosilda Andrade de Oliveira
3) Departamento de Orientação Doutrinária:
Sávio Castro Félix
4) Departamento de Divulgação Espírita:
Luiza Helena Jannuzzi dos Santos
5) Departamento de Serviço de Assistência Social Espírita:
Ilda Maria Bastos Ferreira
Diretoria de Finanças e Patrimônio:
1) Departamento de Patrimônio:
Jorgemir Amaral dos Santos
Informações recebidas por e-mail de: Jeanne Martha

*Parabenizamos a todos os eleitos da nova diretoria, desejando todo sucesso nessa difícil tarefa, que Jesus nosso Mestre e Guia os guarde a todos e que o CEV continue a ser esse porto seguro para todos que o buscarem.
Francisco Rebouças

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Estudando o Espiritismo - Obras Póstumas

10 de junho de 1856
(Em casa do Sr. Roustan; médium: Srta. Japhet)

O LIVRO DOS ESPÍRITOS

Pergunta (a Hahnemann) — Pois que dentro em breve teremos acabado a primeira parte do livro, lembrei-me de que, para andarmos mais depressa, eu poderia pedir a B... que me ajudasse, como médium; que achas?

Resposta — Acho que será melhor não te servires dele. — Por quê? — Porque a verdade não pode ser interpretada pela mentira.

P. — Mesmo que o Espírito familiar de B... seja afeito à mentira, isso não obstaria a que um bom Espírito se comunicasse pelo médium, desde que se não evocasse outro Espírito.

R. — Sim, mas aqui o médium secunda o Espírito e, quando o Espírito é velhaco, ele se presta a auxiliá-lo. Aristo, seu intérprete e B... acabarão mal.

NOTA — B..., bem moço, era um médium escrevente muito maleável, mas assistido por um Espírito muito orgulhoso e arrogante, que dava o nome de Aristo e que lhe lisonjeava o amor-próprio.

As previsões de Hahnemann se realizaram. O moço, julgando ter na sua faculdade um meio de enriquecer, já atendendo a consultas médicas, já realizando inventos e descobertas produtivas, somente colheu decepções e mistificações. Passado algum tempo, ninguém mais ouviu falar dele.

Livro: Obras Póstumas -FEB.

Francisco Rebouças

Jornadas de Cultura Espírita - Óbidos

Caros amigos, no período de 21 e 22 de abril de 2012, será realizada as Jornadas de Cultura Espírita, na cidade portuguesa de Óbidos, no auditório municipal "A Casa da Música", que terá por tema: "VIVA ALÉM DA CRISE".

Confira no cartaz anexo.


Compareça, divulgue!






Francisco Rebouças

Estudando o Espiritismo - L.E.

Caros amigos, a finalidade maior deste nosso Blog Espírita, é justamente, o constante e sério estudo e divulgação da doutrina espírita, por essa razão, estamos dando continuidade ao estudo do Livro dos Espíritos, para uma melhor compreensão de nossa doutrina. Nesta oportunidade focalizamos as questões de nºs 379 a 384. Estudem conosco!!!
A infância
379. É tão desenvolvido, quanto o de um adulto, o Espírito que anima o corpo de uma criança?

“Pode até ser mais, se mais progrediu. Apenas a imperfeição dos órgãos infantis o impede de se manifestar. Obra de conformidade com o instrumento de que dispõe.”

380. Abstraindo do obstáculo que a imperfeição dos órgãos opõe à sua livre manifestação, o Espírito, numa criancinha, pensa como criança ou como adulto?

“Desde que se trate de uma criança, é claro que, não estando ainda nela desenvolvidos, não podem os órgãos da inteligência dar toda a intuição própria de um adulto ao Espírito que a anima. Este, pois, tem, efetivamente, limitada a inteligência, enquanto a idade lhe não amadurece a razão. A perturbação que o ato da encarnação produz no Espírito não cessa de súbito, por ocasião do nascimento. Só gradualmente se dissipa, com o desenvolvimento dos órgãos.”

Há um fato de observação, que apóia esta resposta. Os sonhos, numa criança, não apresentam o caráter dos de um adulto. Quase sempre pueril é o objeto dos sonhos infantis, o que indica de que natureza são as preocupações do respectivo Espírito.

381. Por morte da criança, readquire o Espírito, imediatamente, o seu precedente vigor?

“Assim tem que ser, pois que se vê desembaraçado de seu invólucro corporal.

Entretanto, não readquire a anterior lucidez, senão quando se tenha completamente separado daquele envoltório, isto é, quando mais nenhum laço exista entre ele e o corpo.”

382. Durante a infância sofre o Espírito encarnado, em conseqüência do constrangimento que a imperfeição dos órgãos lhe impõe?

“Não. Esse estado corresponde a uma necessidade, está na ordem da Natureza e de acordo com as vistas da Providência. É um período de repouso do Espírito.”

383. Qual, para este, a utilidade de passar pelo estado de infância?

“Encarnado, com o objetivo de se aperfeiçoar, o Espírito, durante esse período, é mais acessível às impressões que recebe, capazes de lhe auxiliarem o adiantamento, para o que devem contribuir os incumbidos de educá-lo.”

384. Por que é o choro a primeira manifestação da criança ao nascer?

“ Para estimular o interesse da genitora e provocar os cuidados de que há mister.

Não é evidente que se suas manifestações fossem todas de alegria, quando ainda não sabe falar, pouco se inquietariam os que o cercam com os cuidados que lhe são indispensáveis?

Admirai, pois, em tudo a sabedoria da Providência.”
 
Fonte: O Livro dos Espíritos-FEB. 76ª edição.
 
Francisco Rebouças

O ESPELHO DA VIDA

A mente é o espelho da vida em toda parte.

Ergue-se na Terra para Deus, sob a égide do Cristo, à feição do diamante bruto, que, arrancado ao ventre obscuro do solo, avança, com a orientação do lapidário, para a magnificência da luz.

Nos seres primitivos, aparece sob a ganga do instinto, nas almas humanas surge entre as ilusões que salteiam a inteligência, e revela-se nos Espíritos Aperfeiçoados por brilhante precioso a retratar a Glória Divina.

Estudando-a de nossa posição espiritual, confinados que nos achamos entre a animalidade e a angelitude, somos ímpelidos a interpretá-la como sendo o campo de nossa consciência desperta, na faixa evolutiva em que o conhecimento adquirido nos permite operar.

Definindo-a por espelho da vida, reconhecemos que o coração lhe é a face e que o cérebro é o centro de suas ondulações, gerando a força do pensamento que tudo move, criando e transformando, destruindo e refazendo para acrísolar e sublimar.

Em todos os domínios do Universo vibra, pois, a influência recíproca.

Tudo se desloca e renova sob os princípios de interdependência e repercussão.

O reflexo esboça a emotividade.

A emotividade plasma a idéia.

A idéia determina a atitude e a palavra que comandam as ações.

Em semelhantes manifestações alongam-se os fios geradores das causas de que nascem as circunstâncias, válvulas obliterativas ou alavancas libertadoras da existência.

Ninguém pode ultrapassar de improviso os recursos da própria mente, muito além do círculo de trabalho em que estagia; contudo, assinalamos, todos nós, os reflexos uns dos outros, dentro da nossa relativa capacidade de assimilação.

Ninguém permanece fora do movimento de permuta incessante.

Respiramos no mundo das imagens que projetamos e recebemos. Por elas, estacionamos sob a fascinação dos elementos que provisoriamente nos escravizam e, através delas, incorporamos o influxo renovador dos poderes que nos induzem à purificação e ao progresso.

O reflexo mental mora no alicerce da vida.

Refletem-se as criaturas, reciprocamen te, na Criação que reflete os objetivos do Criador.

Livro: Pensamento e Vida
Chico Xavier/Emmanuel
 
Francisco Rebouças

Haroldo Dutra Dias na Irlanda

Dear Friends,
We have an amazing upcoming event: a special talk about Apocalypse Miths and Truts!

Haroldo Dutra Dias, our speaker, it's a judge in Brazil, his dedicated study of the Bible resulted in an interest in classical languages, such as Hebrew, Greek ad Aramaic. A 22-year deep study made him able to publish a new translation of the ‘New Testament' from the original manuscripts in classical Greek.

Moreover he is travelling all over Brazil, Europe and the USA giving talks about Spiritism. For the first time in Ireland, he is going to talk about his latest work: 'Apocalypse, Myths and Truths

But what does this mean? How can it help us to unveil the apocalyptic enigmas? How has Mr Dias discovered the seven Shabuas? Haroldo will surprise you with his fascinating revelations.

As part of the symbologies of the Hebrew culture, Apocalypse has always aroused controversy and misunderstanding. Haroldo will cover all aspects of the subject, from the scriptures of Prophet Daniel to mediumistic messages brought by Emmanuel, an illuminated spirit that has many times sent us messages regarding the subject.

When? - 03rd of March (Saturday) at 5.30 pm
Where? - The Central Hotel Dublin, 1-5 Exchequer Street (it's near to Dame Street and George Street)
This talk will be simultaneously translated into English!

Don't miss out!!!
We just have 70 places available, please book your seat on the following link:
See you all there!
Regards,
Spiritist Society of Ireland
Site: www.allankardec-ireland.org
Facebook: Spiritism Ireland Ssgi
Orkut: Spiritism Society of Ireland

Informação enviada pelo querido amigo: Stevan

Francisco Rebouças

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

NÃO se deixe levar pelo extremismo

NÃO se deixe levar pelo extremismo.

Nem exagero para mais, nem para menos.

Saiba permanecer no meio termo.

Se correr demais, cansará.

Se ficar muito parado, acabará consumindo o terreno debaixo dos próprios pés, e dentro de pouco estará pisando uma cova.

Não pare, mas também não queira correr demais.

Caminhe firme e com segurança, sem pressa, mas não se detenha jamais na senda do progresso.

Livro: Minutos de Sabedoria - 182
Carlos Torres Pastorino

 
Francisco Rebouças

Primeira mostra internacional do livro espírita em Londres

Primeira mostra internacional do livro espírita Londres, Reino Unido

 
Clique no cartaz e veja os detalhes do evento.
 
 
Participe, divulgue!
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Francisco Rebouças
 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

1º MOVIMENTO VOCÊ E A PAZ na Suíça

1. MOVIMENTO VOCÊ E A PAZ na Suíça
26 de maio de 2012
Kongresshaus Zurique
Gotthardstrasse 5
CH-8022 Zürich
Suíça
Os Condecorados pelo You and Peace 2012 já foram definidos.
Nos alegramos por poder conpartilhar com todos que o Troféu do Movimento Você e a Paz será entregue para:
· Felix Finkbeiner - You and Peace Ecologia
· Associação Suíça de prevenção ao suicídio - You and Peace Fraternidade
Os condecorados farão uma palestra sobre o trabalho que desenvolvem e Divaldo Franco entregará o troféu, fazendo o encerramento do evento.
Danah Zohar, You and Peace Science



Associação Suíça de prevenção ao suicídio -
You and Peace Fraternidade

Veja os detalhes sobre cada um dos escolhidos em nosso Website:

Como podemos construir uma paz duradoura?
Desde o surgimento da Humanidade pensa-se na paz.
Não há ninguém que dela não precise, mas, ainda assim, nós vivemos em mundo de violência e conflitos.
Nós que fazemos parte do Movimento Você e  Paz acreditamos na Paz, por isso, doamos uma parte de nossa existência para que a Paz possa florecer sobre a Terra.
A paz do mundo começa em nós!
Plante o amor e colha a Paz!
Movimento Você e a Paz.
You and Peace Movement
You and Peace, Kongresshaus Zürich, Suíça
Sábado, 26 de Maio de 2012, 19.00 h

Informação recebida da amiga querida Gorete Newton

Francisco Rebouças

Ninguém resolverá os teus problemas...

Ninguém resolverá os teus problemas se não te dispuseres a enfrentá-los e solucioná-los.

Encontrarás quem te empreste uma soma, a fim de resgatares uma dívida. Entretanto, o débito permanece, havendo, somente, mudança de credor.

O amigo pode tornar-se um cireneu junto a ti, mas a cruz é pessoal, e cada criatura tem o dever de conduzi-la até o seu calvário libertador.

Desta forma, não sobrecarregues os teus afeiçoados com as tuas queixas, reclamações e problemas.

Busca equacionar os teus problemas, um de cada vez, até vencê-los todos.

Livro: Vida Feliz -LXXXVIII
Divaldo Franco/Joanna de Ângelis

Francisco Rebouças

MENSAGENS DE PAZ

O bem é luz sem limite
Amor onde quer que vá.
Toda paz que se transmite
É riqueza que se dá.
Marcelo Gama

O sábio mais nobre e amigo
Que mais serve i mais avança
É aquele que traz consigo
Um coração de criança.
Noel de Carvalho

Tolera com paciência
Qualquer dor por mais aguda.
Tudo passa na existência,
Menos alguém. Deus não muda.
José Albano

Verdade que me abençoa
Quando nela me concentro:
Quem sofre é aquela pessoa
A quem Deus fala por dentro
Pedro Silva

Sucesso tem um segredo
No que anseias realizar:
Se queres chegar mais cedo,
Caminha mais devagar.
Gil Amora

A paz não se faz na guerra
Com armas e força bruta,
Mas não tens paz sobre a Terra
Se foges à própria luta.
Mauro Luna

Ante as luzes do porvir,
Não te esqueças ;se trabalhas,
É preciso construir
Mais pontes do que muralhas.
Luciano Reis

Quem se irrita facilmente.
Vivendo de impulsos loucos,
Traz os sinais de um doente
Que estase matando aos poucos.
Ciro Silva

Alma que se intimida
Ante as pedras em que avança
É que conserva na vida
A luz da própria esperança.
Mariana Luz

Homem manso que parece
Tão manso que lembre escravo,
No dia em que enfurece
É pior que touro bravo.
Lulu Parola

Quem conhece aquilo ou isto
Dos males em derredor,
Toma a cruz de Jesus Cristo
E veja se faz melhor.
Lamartine Babo

Foi no Sítio do Remanso.
Quem falou foi João Nereu:
-“Deus me livre do boi manso,
Do bravo me livro eu.
Cornélio Pires

Conclusão reconhecida,
Tão clara quanto comum:
A trilha da paz na vida
Começa de cada um.
Silvio Fontoura

Nas lutas de qualquer nível,
Eis o melhor que se faz:
Estar sempre disponível
Para o sustento da paz.
Ormando Candelária

É por dentro da família
Que por fim compreenderás
Quanto é belo quão difícil
Manter a benção da paz.
Antônio Martins

Nos quadros da natureza,
Simplicidade parece
A luminosa beleza
Do coração que se esquece.
Meimei

Entender a dor alheia
E buscar a Lei Divina,
-Eis as primeiras lições
Que a nossa dor nos ensina.
Deraldo Neville

Reflete no que planejas
Nesta sentença segura:
Aquilo que mais desejas
É aquilo que te procura.
Boris Freire

Sofrimento acalentado
Conserva amargura e prova:
Quem desiste do passado
Encontrará vida nova
Lafaiette Mello

Ser brando não é tão só
Viver de bênçãos e amores:
Jesus não viveu na Terra
Sem lutas e opositores.
Silveira Carvalho

Livro: Seara de Fé
Chico Xavier/Diversos Espíritos
 
Francisco Rebouças 

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Carnaval refeição especial - Lasagna

Assunto: carnaval refeição especial - Lasagna
Olá,
O Cesak calorosamente convida você a sua Quarterly refeição:
Em 26 de fevereiro em 24:30
Carnaval especial, você pode vir disfarçado.

Passe uma tarde agradável com uma boa refeição.

Preço: adultos € 13, € 10 crianças entre 6 e 12 anos, grátis para crianças menores de 5 anos.
Este preço inclui ilimitada: sobremesa aperitivo e uma bebida.
Todas as bebidas adicionais serão pagas.
Sem bebidas alcoólicas.

Reserva obrigatória.
Cesak: Rue Louis Hap, 134 - Etterbeek
Tel: 02/647-3785
Francisco Rebouças

Desencarnação


Meus caros amigos, cabe-nos o dever de informar que o Pai da nossa amiga Suzane Câmara, desencarnou hoje, e que o sepultamento está marcado para as 16:30h., no Cemitério do Maruí/Niterói.

Enviamos a família e particularmente a Suzane nossas condolências e nossas preces.

Francisco Rebouças e Família.

HOJE


“Antes exortai-vos uns aos outros, todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje; para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado.” — Paulo. (HEBREUS, CAPÍTULO 3, VERSÍCULO 13.)

O conselho da exortação recíproca, diária, indicado pelo apóstolo requisita bastante reflexão para que se não estabeleça guarida a certas dúvidas.

Salientemos que Paulo imprime singular importância ao tempo que se chama Hoje, destacando a necessidade de valorização dos recursos em movimento pelas nossas possibilidades no dia que passa.

Acreditam muitos que para aconselharem os irmãos necessitam falar sempre, transformando-se em discutidores contumazes. Importa reconhecer, porém, que uma advertência, quando se constitua somente de palavras, deixa invariável vazio após sua passagem.

Qual ocorre no plano das organizações físicas, edificação espiritual alguma se levantará sem bases.

O “exortai-vos uns aos outros” representa um apelo mais importante que o simples chamamento aos duelos verbais.

Convites e conselhos transparecem, com mais força, do exemplo de cada um. Todo aquele que vive na prática real dos princípios nobres a que se devotou no mundo, que cumpre zelosamente os deveres contraídos e que demonstre o bem sinceramente, está exortando os irmãos em humanidade ao caminho de elevação. É para esse gênero de testemunho diário que o convertido de Damasco nos convoca. Somente por intermédio desse constante exercício de melhoria própria, libertar-se-á o homem de enganos fatais.

Não te endureças, pois, na estrada que o Senhor te levou a trilhar, em favor de teu resgate, aprimora¬mento e santificação. Recorda a importância do tempo que se chama Hoje.

Livro: Pão Nosso
Chico Xavier/Emmanuel
 
Francisco Rebouças

MAIS UM POUCO


Quando estiveres à beira da explosão, na cólera, cata-te mais um pouco e o silêncio nos poupará enormes desgostos.

Quando fores tentado a examinar as consciências alheias, guarda os princípios do respeito e da fraternidade mais um pouco e a benevolência nos livrará de muitas complicações.

Quando o desânimo impuser a paralisação de tuas forças na tarefa a que foste chamado, prossegue agindo no dever que te cabe, exercitando a resistência mais um pouco e a obra realizada ser-nos-á bênção de luz.

Quando a revolta espicaçar-te o coração, usa a humildade e o entendimento mais um pouco e não sofreremos o remorso de haver ferido corações que devemos proteger e considerar.

Quando a lição oferecer dificuldades à tua mente, compelindo-te à desistência do progresso individual, aplica-te ao problema ou ao ensinamento mais um pouco e a solução será clara resposta à nossa expectativa.

Quando a idéia de repouso sugerir o adiamento da obra que te cabe fazer, persiste com a disciplina mais um pouco e o dever bem cumprido ser-nos-á alegria perene.

Quando o trabalho te parecer monótono e inexpressivo, guarda fidelidade aos compromissos assumidos mais um pouco e o estímulo voltará ao nosso campo de ação.

Quando a enfermidade do corpo trouxer pensamentos de inatividade, procurando imobilizar-te os braços e o coração, persevera com Jesus mais um pouco e prossegue auxiliando aos outros, agindo e servindo como puderes, porque o Divino Médico jamais nos recebe as rogativas em vão.

Em qualquer dificuldade ou impedimento, não te esqueças de usar um pouco mais de paciência, amor, renúncia e boa vontade, em favor de teu próprio bem-estar.

O segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender, imaginar, esperar e fazer mais um pouco.
 
Livro: Apostilas da Vida
Chico Xavier/André Luiz
 
Francisco Rebouças

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Conferência Espírita em Caldas da Rainha


A FÉ MOVE MONTANHAS
Na sexta-feira, dia 24 de Fevereiro de 2012, pelas 21H00, irá decorrer uma conferência espírita subordinada ao tema A FÉ MOVE MONTANHAS.

Será apresentada a visão da Doutrina Espírita sobre o tema, tendo por base o poder da fé raciocinada por oposição à fé cega e dogmática.

Esta palestra terá lugar na sede do Centro de Cultura Espírita, no Bairro das Morenas, em Caldas da Rainha, na Rua Francisco Ramos, nº 34, r/c.

As entradas são livres e gratuitas.

Francisco Rebouças

Palestra Espírita em Winterthur/Suiça

A M A N H Ã EM WINTERTHUR/Suiça

Com alegria convidamos à todos para assistir a palestra: “INCONVENIENTES E PERIGOS DA MEDIUNIDADE”

Com Juselma Coelho – (veja no cartaz quem é Juselma).
Amanhã: Terça-feira das 19:30 às 21:00h
no CEEAK – Industriestrasse 8 – 8404 Winterthur – Suíça

Informação recebida por e-mail da querida amiga Gorete Newton







Francisco Rebouças

Moqueca Baiana em Munique

Moqueca Baiana - Especialidade Brasileira
Quando?

11. Março 2012
16 às 20 Uhr
Preço:
GEEAK-Associados: 12,- EUR
Não -Associados: 15,- EUR
Endereço:
Generationengarten
Ricarda-Huch-Straße 4
80807 München

Organizador:
GEEAK e.V. - www.geeak.de

Francisco Rebouças

Palestra Espírita - Missão de Kardec - Munique

Queridos amigos,
com prazer lhes convidamos para as nossas próximas atividades:
No próximo sábado, dia 25 de fevereiro, Juselma Coelho estará conosco nos falando sobre a Missão de Kardec. A palestra sera traduzida do português para o alemão.
No dia 11 de março ofereceremos Moqueca com Caruru.
Todos são carinhosamente convidados!
Em anexo se encontram os convites. Naturalmente vocês podem repassá-los aos seus amigos e conhecidos.
Um forte abraço e até lá
Cleide
"Seid guten Mutes! Ich bin's. Fürchtet euch nicht!"
"Tende ânimo; sou eu; não temais!"
[Jesus - Matthäus, 14:27]

Francisco Rebouças

domingo, 19 de fevereiro de 2012

SUICÍDIO? NÃO OBRIGADO

RESUMO - SUICÍDIO? NÃO OBRIGADO.

Atravessamos um perído, sobretudo na Europa e em certos países da Ásia, em que o suicídio atinge números preocupantes. A vida nas sociedades industrializadas é de tensão, de correria, de grande exigência. Sem que se dê por isso, muitas vezes o cansaço dá lugar à depressão, e com esta podem aparecer ideias suicidas. As Sociedades industrializadas, ainda por cima, exilaram as religiões para o campo das crendices ou das tradições caducas, e eram estas que punham travão no infeliz acto do suicídio. O Espiritismo, por demonstrar que a Vida continua e que cada existência terrena é uma missão, pode ser um poderoso meio de contrariar a ideia do suicídio. Quem sai da vida terrena pela porta do suicídio, nada resolve, apenas agrava os problemas que já tinha.

Francisco Rebouças

CURSO PARA EXPOSITORES - Valença/RJ

CURSO PARA EXPOSITORES
O CENTRO ESPÍRITA DE VALENÇA convida expositores e outros tarefeiros que se utilizam da palavra, bem como aqueles que queiram se capacitar nessa área, para o CURSO PARA EXPOSITORES a se realizar na sede do C.E.V. conforme o cronograma abaixo:

1° MÓDULO
SÁB – 17/03 – de 15h às 17h30
DOM – 18/03 – de 10h às 12h
2° MÓDULO

SÁB – 31/03 – de 15h às 17h30
DOM – 01/04 – de 10h às 12h

3° MÓDULO

SÁB – 14/04 – de 15h às 17h30
DOM – 15/04 – de 10h às 12h

4° MÓDULO

SÁB – 28/04 – de 15h às 17h30
DOM – 29/04 – de 10h às 12h

Coordenadores: Carlos Henrique e Denise C. Macedo
Inscrições Abertas – no C.E.V.

 
Francisco Rebouças

Proveito dos sofrimentos para outrem


Os que aceitam resignados os sofrimentos, por submissão à vontade de Deus e tendo em vista a felicidade futura, não trabalham somente em seu próprio benefício? Poderão tornar seus sofrimentos proveitosos a outrem?

Podem esses sofrimentos ser de proveito para outrem, material e moralmente: materialmente se, pelo trabalho, pelas privações e pelos sacrifícios que tais criaturas se imponham, contribuem para o bem-estar material de seus semelhantes; moralmente, pelo exemplo que elas oferecem de sua submissão à vontade de Deus. Esse exemplo do poder da fé espírita pode induzir os desgraçados à resignação e salvá-los do desespero e de suas conseqüências funestas para o futuro. — São Luís. (Paris, 1860.)

Fonte: O Evangelho Segundo o Espiritismo - Cap. V, item 31.

Francisco Rebouças

sábado, 18 de fevereiro de 2012

PACIÊNCIA E VIDA

Emmanuel

Tudo é obra de paciência, nos domínios da Natureza.

A água de que te serves atravessou numerosos obstáculos até que borbulhasse na fonte.

O fruto que saboreias é obra-prima da vida, associada à abnegação do pomicultor que lhe seguiu, dia-a-dia, o desenvolvimento e a maturação.

Quanto tempo haverá despendido a Criação na estrutura do solo em que se te situa a existência?

Quantos dias foram gastos pela Natureza, a fim de que usufruas o corpo em que habitas?

Em toda parte, se analisas a vida que te cerca, através da luz que a meditação nos acende no íntimo, surpreenderás a paciência agindo e servindo.

Pensa nisso e usa a serenidade construtiva seja onde for.

Se dificuldades te visitam a estrada, procura superá-las sem precipitação.

Se provações te vergastam, continua nas tarefas que o mundo te confiou, lembrando-te de que a paciência age construindo sempre.

Quando as crises da jornada humana te surjam inevitáveis, não recorras à violência ou à rebeldia.

Acalma-te, trabalha e espera, recordando que a paciência no engrandecimento da vida é a força essencial no trabalho de Deus.

Livro: Neste Instante
Chico Xavier/Emmanuel

Francisco Rebouças

A Mensagem maior vivida com Jesus e Kardec



Estimado Chico Xavier; viemos de São Paulo, com dois objetivos:

- O primeiro, trazer até você o abraço carinhoso de todos os nossos companheiros da USE, no momento em que você se encontra às vésperas de completar 50 anos de atividade mediúnica, na Seara do Mestre;

- E, em segundo lugar, levar conosco a sua mensagem a nossos irmãos de ideal que vibram amorosamente em sua direção.

Assim sendo, caro Chico, por ordem perguntaríamos:

107 – Processo de Unificação

P – Como deverá agir o dirigente espírita, no Centro Espírita, para colaborar com o processo de unificação das sociedades espíritas?

R – Não tenho qualquer autoridade para tratar do assunto, com a importância que o assunto merece. Creio, porém, que os companheiros responsáveis pela divulgação da Doutrina Espírita estarão em rumo certo, conduzindo a idéia espírita co coração da comunidade, envolvendo o conhecimento superior no trabalho, tão intenso quanto possível, do amor ao próximo. O serviço aos semelhantes fala sem palavras e, através dele, os sentimentos se comunicam entre si.

108 – Espiritismo e Comunicação de Massa

P – Como devemos compreender a divulgação da Doutrina Espírita, em face das moder-nas técnicas de comunicação de massa?

R – Admito seja nossa obrigação servir sempre à Causa do Bem de Todos, formando, assim, o preciso ambiente para que se manifeste a colaboração dos Espíritos Superiores. No caso, lembro-me do trabalho da aviação; sem aeroporto conveniente, o avião não encontra pouso seguro. Se o espírito encarnado não colaborar no bem, será muito difícil o intercâmbio com os Espíritos Elevados.

109 – Divulgação Doutrinária

P – Como favorecer a cooperação dos Espíritos Superiores na planificação das idéias de propaganda da Doutrina Espírita?

R – A resposta será mesmo: estudar sempre, com a aplicação dos ensinamentos nobres que venhamos a colher. Nesse sentido, sempre noto que o diálogo entre grupos reduzidos de estudiosos sinceros, apresenta alto índice de rendimento para os companheiros que efetiva-mente se interessam pela divulgação dos princípios Kardequianos.

110 – Unificação da Doutrina Espírita

P – Por fim, caro Chico; gostaríamos de levar sua mensagem aos nossos irmãos da USE que prestam sua colaboração, em várias áreas de trabalho que o Centro Espírita nos oferece.

R – Caro Amigo, o seu desejo muito me honra, mas sinceramente, a meu ver, não temos qualquer mensagem maior que o convite à divulgação e ao conhecimento da Doutrina Espírita, vivendo-a com Jesus, interpretada por Allan Kardec. Penso que, nesse sentido, deveríamos refletir em unificação, em termos de família humana, evitando os excessos de consagração das elites culturais na Doutrina Espírita, embora necessitemos sustentá-las e cultivá-las com respeitosa atenção, mas nunca em detrimento dos nossos irmãos em Humanidade, que reclamem amparo, socorro, esclarecimento e rumo. Integrar-nos na vida comunitária, vivendo-lhe as necessidades e as lutas, os problemas e as provas, com a luz do conhecimento espírita, clareando atitudes e caminhos; para nós, a meu ver, deveria ser uma obrigação das mais simples. Não consigo entender o Espiritismo, sem Jesus e sem Allan Kardec para todos, com todos e ao alcance de todos, a fim de que os nossos princípios alcancem os fins a que se propõem. Não conseguindo pensar de outro modo, peço a Jesus a todos nos esclareça e abençoe.

(* - Entrevista ao Jornal Unificação, de São Paulo/SP, e publicada em sua edição de julho/agosto de 1977, com o título: “Nosso jornal entrevista Chico Xavier”).

Livro: Encontros no Tempo
Chico Xavier/Diversos Espíritos
 
Francisco Rebouças

Brasil coração do mundo...

https://youtu.be/_a9tpJnGcbw

Homenagem a Chico Xavier

Haroldo Dias Dutra - As cartas de Paulo

Haroldo Dutra - Jesus o Médico da Almas

https://youtu.be/Uk7OUvyGCZU



Divaldo Franco

https://youtu.be/OVbstbRFs9M

Entrevista sobre Emmanuel, Joanna de Ângelis...

Reencarnação é uma realidade

Palestra O trabalho no Bem - Cristiane Parmiter

Palestra: As Leis Divinas e nós - Cristiane Parmiter

Palestra: Benevolência - Cristiane Parmiter

Palestra: Jesus e o Mundo - Cristiane Parmiter

Palestra: A Dinâmica do Perdão - Cristiane Parmiter

Palestra: Perante Jesus - Cristiane Parmiter

Palestra AVAREZA - Cristiane Parmiter

Palestra Obediência Construtiva - Cristiane Parmiter

Palestra Tribulações - Cristiane Parmiter

Palestra Conquistando a Fé - Cristiane Parmiter

Palestra Humildade e Jesus - Cristiane Parmiiter

Palestra Renúncia - Cristiane Parmiter

Rádios Brasil

Simplesmente Espetacular!!!

Professora Amanda Gurgel

Andrea Bocelli & Sarah Brightman - Time To Say Goodbye

De Kardec aos dias de hoje

Madre Teresa

As Mães de Chico Xavier

Reencarnação - Menino Piloto

http://www.youtube.com/embed/cQ2ZqUCKDow" frameborder="0" allowfullscreen>

Muitas Vidas

Espiritismo: família de Andrea Maltarolli mantém contato com a autora - Mais Você - GLOBO

Divaldo Franco

ESPIRITISMO - CHICO XAVIER - REPORTAGEM DO FANTASTICO - OS SEGREDOS DE CHICO

Entrevista com Divaldo Franco

Sobre Emmanuel, Joanna de Ângelis, e muito mais, confira. 1ª Parte 2ª Parte

Oração de Gratidão - Divaldo Franco

Chico Xavier

Chico Xavier no Fantástico

Chico Xavier (2010) trailer oficial

Página de Mensagens

Nesta página estarei lançando variadas páginas de conteúdo edificante para nosso aprendizado.

Francisco Rebouças.

1-ANTE A LIÇÃO

"Considera o que te digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo".- Paulo. II TIMÓTEO. 2:7.

Ante a exposição da verdade, não te esquives à meditação sobre as luzes que recebes.

Quem fita o céu, de relance, sem contemplá-lo, não enxerga as
estrelas; e quem ouve uma sinfonia, sem abrir-lhe a acústica da alma, não lhe percebe as notas divinas.

Debalde escutarás a palavra inspirada de pregadores ardentes, se não descerrares o coração para que o teu sentimento mergulhe na claridade bendita daquela.

Inúmeros seguidores do Evangelho se queixam da incapacidade de retenção dos ensinos da Boa Nova, afirmando-se ineptos à frente das novas revelações, e isto porque não dispensam maior trato à lição ouvida, demorando-se longo tempo na província da distração e da leviandade.

Quando a câmara permanece sombria, somos nós quem desata o ferrolho à janela para que o sol nos visite.

Dediquemos algum esforço à graça da lição e a lição nos responderá com as suas graças.

O apóstolo dos gentios é claro na observação. "Considera o que te digo, porque, então, o Senhor te dará entendimento em tudo."

Considerar significa examinar, atender, refletir e apreciar.

Estejamos, pois, convencidos de que, prestando atenção aos
apontamentos do Código da Vida Eterna, o Senhor, em retribuição à nossa boa-vontade, dar-nos-á entendimento em tudo.

Livro: Fonte Viva
Chico Xavier/Emmanuel

NO CAMPO FÍSICO

"Semeia-se corpo animal, ressuscitará corpo espiritual." - Paulo. (I CORÍNTIOS, 15:44.)

Ninguém menospreze a expressão animal da vida humana, a pretexto de preservar-se na santidade.

A imersão da mente nos fluidos terrestres é uma oportunidade de sublimação que o espírito operoso e desperto transforma em estruturação de valores eternos.

A sementeira comum é símbolo perfeito.

O gérmen lançado à cova escura sofre a ação dos detritos da terra, afronta a lama, o frio, a resistência do chão, mas em breve se converte em verdura e utilidade na folhagem, em perfume e cor nas flores e em alimento e riqueza nos frutos.

Compreendamos, pois, que a semente não estacionou. Rompeu todos os obstáculos e, sobretudo, obedeceu à influência da luz que a orientava para cima, na direção do Sol.

A cova do corpo é também preciosa para a lavoura espiritual, quando nos submetemos à lei que nos induz para o Alto.

Toda criatura provisoriamente algemada à matéria pode aproveitar o tempo na criação de espiritualidade divina.

O apóstolo, todavia, é muito claro quando emprega o termo "semeia-se". Quem nada planta, quem não trabalha na elevação da própria vida, coagula a atividade mental e rola no tempo à maneira do seixo que avança quase inalterável, a golpes inesperados da natureza.

Quem cultiva espinhos, naturalmente alcançará espinheiros.

Mas, o coração prevenido que semeia o bem e a luz, no solo de si mesmo, espere, feliz, a colheita da glória espiritual.

E N T R E I R M Ã O S
Olympia Belém (Espírito)[1]

Estes são tempos desafiadores para todos os que buscam um mundo melhor, onde reine o amor, onde pontifique a fraternidade, onde possam florir os mais formosos sentimentos nos corações.
Anelamos por dias em que a esperança, há tanto tempo acariciada, possa converter-se em colheita de progressos e de paz.
Sonhamos com esse alvorecer de uma nova era em que o Espiritismo, transformado em religião do povo, apresentando Jesus às multidões, descrucificado e vivo, possa modificar as almas, para que assumam seu pujante papel de filhas de Deus no seio do mundo.
Entrementes, não podemos supor que esses ansiados dias estejam tão próximos, quando verificamos que há, ainda, tanta confusão nos relacionamentos, tanta ignorância nos entendimentos, tanta indiferença e ansiedade nos indivíduos, como se vendavais, tufões, tormentas variadas teimassem em sacudir o íntimo das criaturas, fazendo-as infelizes.
A fim de que os ideais do Cristo Jesus alcancem a Terra, torna-se indispensável o esforço daqueles que, tendo ouvido o cântico doloroso do Calvário, disponham-se a converter suas vidas na madrugada luminosa do Tabor.
O mundo terreno, sob ameaças de guerras e sob os rufares da violência, em vários tons, tem urgência do Mestre de Nazaré, ainda que O ignore em sua marcha atordoada, eivada do materialismo que o fascina, que o domina e que o faz grandemente desfigurado, por faltar sentido positivo e digno no uso das coisas da própria matéria.
Na atualidade, porém, com as advertências da Doutrina dos Espíritos, com essa luculenta expressão da misericórdia de Deus para com Seus filhos terrenos, tudo se torna menos áspero, tudo se mostra mais coerente, oferecendo-nos a certeza de que, no planeta, tudo está de conformidade com a lei dos merecimentos, com as obras dos caminheiros, ora reencarnados, na estrada da suspirada libertação espiritual.
"A cada um segundo as suas obras" aparece como canto de justiça e esperança, na voz do Celeste Pastor.
Hoje, reunidos entre irmãos, unimo-nos aos Emissários destacados do movimento de disseminação da luz sobre as brumas terráqueas, e queremos conclamar os queridos companheiros, aqui congregados, a que não se permitam atormentar pelos trovões que se fazem ouvir sobre as cabeças humanas, ameaçadores, tampouco esfriar o bom ânimo, considerando que o Cristo vela sempre. Que não se deixem abater em razão de ainda não terem, porventura, alcançado as excelentes condições para o ministério espírita, certos de que o tempo é a magna oportunidade que nos concede o Senhor. Que ponham mãos à obra, confiantes e vibrantes, certos de que os verdadeiros amigos de Jesus caminham felizes, apesar das lutas e das lágrimas, típicas ocorrências das experiências, das expiações e das provas.
Marchemos devotados, oferecendo, na salva da nossa dedicação, o melhor que o Espiritismo nos ensina, o melhor do que nos apresenta para os que se perdem nas alamedas do medo, da desesperança e da ignorância a nossa volta.
Hoje, entre os amigos espíritas, encontramos maior ânimo para a superação dos nossos próprios limites, o que configurará, ao longo do tempo a superação dos limites do nosso honroso Movimento Espírita.
Sejamos pregadores ou médiuns, evangelizadores, escritores ou servidores da assistência social, não importa. Importa que nos engajemos, todos, nos labores do Codificador, plenificando-nos da grande honra de cooperar com os excelsos interesses do Insuperado Nazareno.
O tempo é hoje, queridos irmãos. O melhor é o agora, quando nos entrelaçamos para estudar, confraternizar e louvar a Jesus com os corações em clima festivo.
Certos de que o Espiritismo é roteiro de felicidade e bandeira de luz, que devemos içar bem alto sobre o dorso do planeta, abracemo-nos e cantemos, comovidos: Louvado seja Deus! Louvado seja Jesus!
Com extremado carinho e votos de crescente progres­so para todos, em suas lidas espiritistas, quero despedir-me sempre devotada e servidora pequenina.
Olympia Belém.

[1]
- Mensagem psicografada pelo médium J. Raul Teixeira no dia 03.09.95, no encerramento da X Confraternização Espírita do Estado do Rio de Janeiro.

O TEMPO

“Aquele que faz caso do dia, patrão Senhor o faz.” — Paulo. (ROMANOS, capítulo 14, versículo 6.)

A maioria dos homens não percebe ainda os valores infinitos do tempo.
Existem efetivamente os que abusam dessa concessão divina. Julgam que a riqueza dos benefícios lhes é devida por Deus.
Seria justo, entretanto, interrogá-los quanto ao motivo de semelhante presunção.
Constituindo a Criação Universal patrimônio comum, é razoável que todos gozem as possibilidades da vida; contudo, de modo geral, a criatura não medita na harmonia das circunstâncias que se ajustam na Terra, em favor de seu aperfeiçoamento espiritual.
É lógico que todo homem conte com o tempo, mas, se esse tempo estiver sem luz, sem equilíbrio, sem saúde, sem trabalho?
Não obstante a oportunidade da indagação, importa considerar que muito raros são aqueles que valorizam o dia, multiplicando-se em toda parte as fileiras dos que procuram aniquilá-lo de qualquer forma.
A velha expressão popular “matar o tempo” reflete a inconsciência vulgar, nesse sentido.
Nos mais obscuros recantos da Terra, há criaturas exterminando possibilidades sagradas. No entanto, um dia de paz, harmonia e iluminação, é muito importante para o concurso humano, na execução das leis divinas.
Os interesses imediatistas do mundo clamam que o “tempo é dinheiro”, para, em seguida, recomeçarem todas as obras incompletas na esteira das reencarnações... Os homens, por isso mesmo, fazem e desfazem, constroem e destroem, aprendem levianamente e recapitulam com dificuldade, na conquista da experiência.
Em quase todos os setores de evolução terrestre, vemos o abuso da oportunidade complicando os caminhos da vida; entretanto, desde muitos séculos, o apóstolo nos afirma que o tempo deve ser do Senhor.

Livro: Caminho Verdade e Vida.
Chico Xavier/Emmanuel.

NISTO CONHECEREMOS

"Nisto conhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro." (I JOÃO, 4:6.)

Quando sabemos conservar a ligação com a Paz Divina, apesar de todas as perturbações humanas, perdoando quantas vezes forem necessárias ao companheiro que nos magoa; esquecendo o mal para construir o bem; amparando com sinceridade aos que nos aborrecem; cooperando espiritualmente, através da ação e da oração, a benefício dos que nos perseguem e caluniam; olvidando nossos desejos particulares para servirmos em favor de todos; guardando a fé no Supremo Poder como luz inapagável no coração; perseverando na bondade construtiva, embora mil golpes da maldade nos assediem; negando a nós mesmos para que a bênção divina resplandeça em torno de nossos passos; carregando nossas dificuldades como dádivas celestes; recebendo adversários por instrutores; bendizendo as lutas que nos aperfeiçoam a alma, à frente da Esfera Maior; convertendo a experiência terrena em celeiros de alegrias para a Eternidade; descortinando ensejos de servir em toda parte; compreendendo e auxiliando sempre, sem a preocupação de sermos entendidos e ajudados; amando os nossos semelhantes qual temos sido amados pelo Senhor, sem expectativa de recompensa; então, conheceremos o espírito da verdade em nós, iluminando-nos a estrada para a redenção divina.

DOUTRINAÇÕES

"Mas não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos, antes, por estarem os vossos nomes escritos nos céus." — Jesus. (LUCAS, capítulo 10, versículo 20.)

Freqüentemente encontramos novos discípulos do Evangelho exultando de contentamento, porque os Espíritos perturbados se lhes sujeitam.

Narram, com alegria, os resultados de sessões empolgantes, nas quais doutrinaram, com êxito, entidades muita vez ignorantes e perversas.

Perdem-se muitos no emaranhado desses deslumbramentos e tocam a multiplicar os chamados "trabalhos práticos", sequiosos por orientar, em con-tactos mais diretos, os amigos inconscientes ou infelizes dos planos imediatos à esfera carnal.

Recomendou Jesus o remédio adequado a situações semelhantes, em que os aprendizes, quase sempre interessados em ensinar os outros, esquecem, pouco a pouco, de aprender em proveito próprio.

Que os doutrinadores sinceros se rejubilem, não por submeterem criaturas desencarnadas, em desespero, convictos de que em tais circunstâncias o bem é ministrado, não propriamente por eles, em sua feição humana, mas por
emissários de Jesus, caridosos e solícitos, que os utilizam à maneira de canais para a Misericórdia Divina; que esse regozijo nasça da oportunidade de servir ao bem, de consciência sintonizada com o Mestre Divino, entre as certezas
doces da fé, solidamente guardada no coração.

A palavra do Mestre aos companheiros é muito expressiva e pode beneficiar amplamente os discípulos inquietos de hoje.

Livro: Caminho Verdade e Vida.

Chico Xavier/Emmanuel.

FILHOS DA LUZ

FILHOS DA LUZ"Andai como filhos da luz." - Paulo.

(EFÉSIOS, 5:8.)Cada criatura dá sempre notícias da própria origem espiritual.

Os atos, palavras e pensamentos constituem informações vivas da zona mental de que procedemos.

Os filhos da inquietude costumam abafar quem os ouve, em mantos escuros de aflição.

Os rebentos da tristeza espalham o nevoeiro do desânimo.

Os cultivadores da irritação fulminam o espírito da gentileza com os raios da cólera.

Os portadores de interesses mesquinhos ensombram a estrada em que transitam, estabelecendo escuro clima nas mentes alheias.

Os corações endurecidos geram nuvens de desconfiança, por onde passam.

Os afeiçoados à calúnia e à maledicência distribuem venenosos quinhões de trevas com que se improvisam grandes males e grandes crimes.

Os cristãos, todavia, são filhos da luz.E a missão da luz é uniforme e insofismável.Beneficia a todos sem distinção.

Não formula exigências para dar.Afasta as sombras sem alarde.

Espalha alegria e revelação crescentes.Semeia renovadas esperanças.Esclarece, ensina, ampara e irradia-se.

Vinha de Luz

Chico Xavier/André Luiz


QUEM LÊ, ATENDA

"Quem lê, atenda." - Jesus. (MATEUS, 24:15.)

Assim como as criaturas, em geral, converteram as produções sagradas da Terra em objeto de perversão dos sentidos, movimento análogo se verifica no mundo, com referência aos frutos do pensamento.

Freqüentemente as mais santas leituras são tomadas à conta de tempero emotivo, destinado às sensações renovadas que condigam com o recreio pernicioso ou com a indiferença pelas obrigações mais justas.

Raríssimos são os leitores que buscam a realidade da vida.

O próprio Evangelho tem sido para os imprevidentes e levianos vasto campo de observações pouco dignas.

Quantos olhos passam por ele, apressados e inquietos, anotando deficiências da letra ou catalogando possíveis equívocos, a fim de espalharem sensacionalismo e perturbação? Alinham, com avidez, as contradições aparentes e tocam a malbaratar, com enorme desprezo pelo trabalho alheio, as plantas tenras e dadivosas da fé renovadora.

A recomendação de Jesus, no entanto, é infinitamente expressiva.

É razoável que a leitura do homem ignorante e animalizado represente conjunto de ignominiosas brincadeiras, mas o espírito de religiosidade precisa penetrar a leitura séria, com real atitude de elevação.

O problema do discípulo do Evangelho não é o de ler para alcançar novidades emotivas ou conhecer a Escritura para transformá-la em arena de esgrima intelectual, mas, o de ler para atender a Deus, cumprindo-lhe a Divina Vontade.

Livro; Vinha de Luz
Chico Xavier/Emmanuel