Trabalhemos todos, pela Unificação do movimento espírita!!

O Espiritismo é uma questão de fundo; prender-se à forma seria puerilidade indigna da grandeza do assunto. Daí vem que os centros que se acharem penetrados do verdadeiro espírito do Espiritismo deverão estender as mãos uns aos outros, fraternalmente, e unir-se para combater os inimigos comuns: a incredulidade e o fanatismo.”

“Dez homens unidos por um pensamento comum são mais fortes do que cem que não se entendam.”
Allan Kardec (Obras Póstumas – Constituição do Espiritismo – Item VI).



segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Raul Teixeira ao Vivo!

Caros amigos, a palestra do Tribuno Espírita Raul Teixeira na Suiça, poderá ser acompanhada por quem desejar, através da transmissão da TV CEI. Vejam a notícia que a amiga Gorete Newton nos enviou. Nãopercam!

Hoje dia 30 de novembro e amanhã dia 01 de dezembro serão transmitidas as palestras do Prof. Raul Teixeira via Internet. Diretamente de Winterthur-Suíça.

Clique aqui para assistir:

http://www.tvcei.com/portal/index.php/aovivo/canal2

Às 19h na Suíça e às 16hs de Brasilia. (http://www.ceeak.ch/).

Francisco Rebouças

2º Congresso Britânico de Medicina e Espiritualidade

Nos dias 07 e 08 de novembro de 2009, a União Britânica de Sociedades Espíritas - BUSS ea Associação Médico-Espírita Internacional realizaram com sucesso o 2 º Congresso Britânico de Medicina e Espiritualidade. (na foto Elsa Rossi Organizadora Geral do Congresso e a dra. Marlene Nobre).

Estiveram presentes 217 participantes, com Delegações do Brasil, Dinamarca, Irlanda, Suíça e Suécia eo evento ocorreu na Câmara Municipal de Stratford estiveram Velho e Londres.
Dentre os conferencistas brasileiros, um Estavam Dra. .. Marlene Nobre, presidente da Associação Médico Espírita Internacional e da Associação Médico Espírita Brasileira, Dr. Júlio Peres, Dr. Sérgio Lopes, o Dr. Alexandre Moreira Almeida, Médico Psiquiatra, Dr. Sérgio Felipe de Oliveira e Dr. Fábio Nasri.

(Ao lado Vista parcial do público presente)

Já como convidados internacionais, Estavam o Dr. Alan Sanderson, o Dr. Peter Fenwick eo Dr. Peter Fenwick, Membros do Royal College of Psychiatrists,

Os momentos musicais foram de rara beleza e ficaram sob uma responsabilidade do músico britânico Tim Wheater, premiado compositor, flautista, vocalista ... que emocionou a todos com sua música, assim como Diego Carneiro e Carla Ruaro que apresentaram belíssimas composições de Villa Lobos, Uma Homenagem ao Cinquentenário da sua morte.

Além das brilhantes conferências, da música envolvente ... Ressaltamos que o sucesso do evento ficou por conta também do trabalho dedicado de mais de 50 voluntários que, com sorriso no rosto e amor sem coração, com Afinco Trabalhou para que tudo saísse perfeito.

Cada participante recebeu um certificado assinado pessoalmente pelos dois co-Anfitrião Dra. Marlene Nobre e Dr. Andrew Powell. (na foto, a Equipe de Voluntários).

Este ano um público maior do que no ano anterior compareceu ao evento, o que representa um sinal de que estes estão Congressos tendão uma excelente repercussão.

Informações enviadas por Claudia Werdine --claudiawerdine@hotmail.com


Francisco Rebouças

Trate todos com delicadeza

TRATE com afabilidade a todos.

O vizinho que senta a seu lado na condução não é seu inimigo, nem seu concorrente.

Trata-se, sempre, de seu irmão, a quem você precisa acolher com simpatia.

Não procure brigar, com ele, para conquistar maior conforto: dê você mais conforto a ele.

Mesmo insensivelmente, você receberá de volta as vibrações de gratidão de seu coração.

Livro: Minutos de Sabedoria
Carlos Torres Pastorino

Francisco Rebouças

Mensagens espirituais


DO DIRIGENTE DE REUNIÕES DOUTRINÁRIAS

Ser atencioso, sereno e compreensivo no trato com os enfermos encarnados e desencarnados, aliando humildade e energia, tanto quanto respeito e disciplina na consecução das próprias tarefas.

Somente a forja do bom exemplo plasma a autoridade moral.

Observar rigorosamente o horário das sessões, com atenção e assiduidade, fugindo de realizar sessões mediúnicas inopinadamente, por simples curiosidade ou ainda para atender a solicitação sem objetivo justo.

Ordem mantida, rendimento avançado.

Em favor de si mesmo e dos corações que se lhe associam à experiência, não se deixar conduzir por excessiva credulidade no trabalho direcional, nem alimentar, igualmente, qualquer prevenção contra pessoas ou assuntos.

Quem se demora na margem, sofre atraso em caminho.

Interdizer a participação de portadores de mediunidade em desequilíbrio nas tarefas sistematizadas de assistência mediúnica, ajudando-os discretamente no reajuste.

Um doente-médium não pode ser um médium-sadio.

Colaborar para que se não criem situações constrangedoras para qualquer assistente, seja ele médium, enfermo ou acompanhante, procurando a paz de todos em todas as circunstâncias.

O proveito de uma sessão é fruto da paz.

Impedir, sem alarde, a presença de pessoas alcoolizadas ou excessivamente agitadas nas assembléias doutrinárias, excetuando-se nas tarefas programadas para tais casos.

A caridade não dispensa a prudência.

Esclarecer com bondade quantos se apresentem sob exaltação religiosa ou com excessivo zelo pela própria Doutrina Espírita, à feição de fronteiriços do fanatismo.

O conselho fraterno existe como necessidade mútua.

Desaprovar o emprego de rituais, imagens ou símbolos de qualquer natureza nas sessões, assegurando a pureza e a simplicidade da prática do Espiritismo.

Mais vale um sentimento puro que centenas de manifestações exteriores.

Rejeitar sempre a condição simultânea de dirigente e médium psicofônico, por não poder, desse modo, atender condignamente nem a um nem a outro encargo.

Em qualquer atividade, a disciplina sedimenta o êxito.

Fugir de julgar-se superior somente por estar na cabina de comando.

Não é a posição que exalta o trabalhador, mas sim o comportamento moral com que se conduz dentro dela.

“Como, pois, recebestes o Senhor Jesus -Cristo, assim também andai nele.” — Paulo.
(COLOSSENSES, 2:4.)

 Livro: Conduta Espírita
Waldo Vieira/André Luiz

Francisco Rebouças

domingo, 29 de novembro de 2009

Evento Espírita Histórico na URSS

MOMENTO HISTORICO: LANÇAMENTO DE LIVROS DO CEI EM RUSSO
Pela primeira vez, o Conselho Espírita Internacional participa do evento histórico realizado em terras da antiga Cortina de Ferro, a URSS – Bielorussia, na capital Minsk nas dependências do Teatro NOVY TEATH (Novo Teatro) que foi restaurado a um mês, sendo anteriormente um antigo cinema.

O fato histórico e pioneiro aconteceu no dia 24 de novembro com a presença de dois membros da Comissão Executiva do Conselho Espírita Internacional, Elsa Rossi e Cesar Perri de Carvalho e sua esposa Célia Maria Rey de Carvalho. Palestra de lançamento proferida por Antonio Cesar Perri de Carvalho sobre “152 Anos do Espiritismo – Missão dos Espíritas”, contando com a tradução concomitante de Spartak Severin, do inglês para o Russo. Spartak é o tradutor de todas as obras em Russo publicadas pelo CEI e outros dois livros de Divaldo Franco e André Luis/Chico Xavier que se encontram free para download no web site www.spirity.com/belarus .

No dia seguinte, no mesmo local, os dois diretores do CEI Elsa Rossi e Cesar Perri fizeram apresentação sobre a atuação do CEI e sobre o Espiritismo no mundo. Mais informacoes em breve no Boletim do CEI.

http://www.isc-europe.org/ -- Best wishes!

Elsa Rossi http://www.elsarossi.com/ 00 44 07950181581

Nossos agradecimentos amiga Elsa Rossi, pelo envio da presente matéria.

Francisco Rebouças

“Acende tua Luz”

“Vós sois a luz do mundo” – Mateus- 5:14

Chamando seus discípulos à responsabilidade, Jesus designa-os por dispensadores das graças de Deus na Terra, através da correta divulgação da mensagem e dos exemplos que testemunharam do próprio Mestre que sempre aproveitou as ocorrências da vida para ensinar a correta maneira de proceder, em todas as situações que lhe apareceram.

Quando lhes disse, “vós sois a luz do mundo” (¹), estava oferecendo aos seus fiéis seguidores a sublime oportunidade de clarear os caminhos, limpar as sombras, e salvar vidas, e para tanto, careceria cada discípulo de fazer adequado uso do combustível que lhe serviria de alicerce na construção de todas as obras; a vontade de servir com amor e alegria na realização da obra sob sua responsabilidade.

Para que se tenha luz na candeia, faz-se necessário dispor do óleo que permitirá ao pavio umedecido acender a chama; para se obter a iluminação elétrica, necessita-se da força da usina; portanto, para serem a “luz do mundo”, teriam que necessariamente fazer uso do combustível da boa-vontade, inicialmente, para estudarem e aprenderem corretamente as lições contidas no Evangelho do seu Mestre e Guia, para só então, poderem espalhar por onde quer que fossem, a mensagem de esperança, com alegria e discernimento, transmitindo tranqüilidade, e derramando o perfume bendito da paz, pelos ásperos e perigosos caminhos a percorrer.

Todos quantos se dispuserem a acompanhá-lo nesta divina e sublime tarefa de semear a boa semente, no árido terreno dos corações aflitos, precisarão ter acima de tudo disposição para doar suas forças e seus esforços na divulgação da mensagem esclarecedora e consoladora que só a caridade em forma de ação incessante no bem, pode galgar na bênção de fazer brilhar na escuridão dos caminhos de todos os equivocados, ignorantes e desesperados a verdadeira luz que propiciará o surgimento do homem novo disposto ao trabalho de encontro à redenção.

O Evangelho nos afirma que, “Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma” (²), facultando-nos deduzir daí que, da mesma forma, Cristão sem espírito de sacrifício, é lâmpada apagada sem o combustível imprescindível do Evangelho no coração; para sermos verdadeiros Cristãos, precisamos nos tornar úteis aos outros, doando o melhor de nós mesmos, auxiliando, amando, e servindo indistintamente o quanto nos for possível.

Não mais percamos tempo, com perquirições e conflitos sem proveito algum, para o nosso crescimento moral-espiritual, e aproveitemos cada oportunidade que a vida nos ofertar para clarear o caminho que ora trilhamos, observando que a luz não argumenta e sim esclarece, socorre, ajuda e ampara em nome daquele que deu sua vida por amor a todos nós.

Bibliografia:
1) Evangelho de Mateus – Cap. 5 vv. 14;
2) Epístola de Tiago – Cap. 2 vv17.

OBS.: Artigo publicado inicialmente no Jornal “O Clarim” – Abr/07
Francisco Rebouças.

Mensagens espirituais

NOS MOMENTOS GRAVES

Use calma. A vida pode ser um bom estado de luta, mas o estado de guerra nunca uma vida boa.
Não delibere apressadamente. As circunstâncias, filhas dos Designios Superiores, modificam-nos a experiência, de minuto a minuto.

Evite lágrimas inoportunas. O pranto pode complicar os enigmas ao invés de resolvê-los.
Se você errou desastradamente, não se precipite no desespero. O reerguimento é a melhor medida para aquele que cai.

Tenha paciência. Se você não chega a dominar-se, debalde buscará o entendimento de quem não o compreende ainda.

Se a questão é excessivamente complexa, espere mais um dia ou mais uma semana, a fim de solucioná-la. O tempo não passa em vão.

A pretexto de defender alguém, não penetre o círculo barulhento. Há pessoas que fazem muito ruído por simples questão de gosto.

Seja comedido nas resoluções e atitudes. Nos instantes graves, nossa realidade espiritual é mais visível.

Em qualquer apreciação, alusiva a segundas e terceiras pessoas, tenha cuidado. Em outras ocasiões, outras pessoas serão chamadas a fim de se referirem a você.

Em hora alguma proclame seus méritos individuais, porque qualquer qualidade excelente é muito problemática no quadro de nossas aquisições. Lembre-se de que a virtude não é uma voz que fala, e, sim, um poder que irradia.
Livro: Agenda Cristã
Chico Xavier/André Luiz
Francisco Rebouças

sábado, 28 de novembro de 2009

Para se ter Paz


Frases




Francisco Rebouças

Aborto, nunca mais!

Caros amigos, desde cedo nos empanhamos na luta de convencimento de que o aborto é um crime covarde e hediondo, e não nos calaremos enquanto o direito de vida de alguém que chega a este mundo para mais uma sublime oportunidade de evolução não for devidamente garantida e respeitada pela sociedade "dita moderna e civilizada".
Artigo

Pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, publicada na Folha de São Paulo, em 06.04.2008, revela que 68% dos brasileiros se declararam favoráveis a que o aborto continue sendo considerado crime, essa tendência vem se acentuando, desde 2006, quando a percentagem era de 63%, passando para 65% em 2007, o que demonstra que o brasileiro está cada vez mais convicto de que a vida é um direito inalienável do feto em desenvolvimento no útero de sua mãe.

Chega de tantos desrespeitos ao ser humano, já nos basta a grande quantidade de crimes cometidos diariamente contra a vida, e, que seus autores permanecem escandalosamente impunes nas barbas da lei.

O aborto representa o mais bárbaro e covarde dos crimes praticados contra um ser ainda indefeso, sem que lhe seja dado qualquer chance de sobrevivência, e, ainda cometem seus autores o absurdo de reclamar por seus direitos de deixar ou não nascer o coitado do SER que não tem como dizer o quanto lhe é doloroso morrer assassinado dessa forma, justamente por quem mais deveria defendê-lo.

Somos e seremos sempre pela vida, e não calaremos nossa voz em protesto contra esse crime inaceitável, que precisa urgentemente é de ter punições mais severas para o combate eficaz contra essa prática desumana em todos os aspectos, pois, na legislação atual são exageradamente brandas.

São os defensores da legalização do crime pelo aborto que pregam a paz em alto e bom som, como se matar uma criança em processo de gestação, fosse algo decente que lhes dessem o direito de sequer falar em paz, e ainda por cima contrariando o desejo da grande e esmagadora maioria dos cidadãos do nosso querido e abençoado Brasil.

Abaixo o aborto, e viva a vida!

Francisco Rebouças.

Mensagens espirituais

TRABALHO

“E Jesus lhes respondeu: Meu Pai obra até agora, e eu trabalho também.” — (João, capítulo 5, versículo 17.)

Em todos os recantos, observamos criaturas quei­xosas e insatisfeitas.

Quase todas pedem socorro. Raras amam o es­forço que lhes foi conferido. A maioria revolta-se contra o gênero de seu trabalho.

Os que varrem as ruas querem ser comerciantes; OS trabalhadores do campo prefeririam a existência na cidade.

O problema, contudo, não é de gênero de tarefa, mas o de compreensão da oportunidade recebida.

De modo geral, as queixas, nesse sentido, são filhas da preguiça inconsciente. É o desejo ingênito de conservar o que é inútil e ruinoso, das quedas no pretérito obscuro.

Mas Jesus veio arrancar-nos da “morte no erro”.

Trouxe-nos a bênção do trabalho, que é o movimento incessante da vida.

Para que saibamos honrar nosso esforço, refe­riu-se ao Pai que não cessa de servir em sua obra eterna de amor e sabedoria e à sua tarefa própria, cheia de imperecível dedicação à Humanidade.

Quando te sentires cansado, lembra-te de que Jesus está trabalhando. Começamos ontem nosso hu­milde labor e o Mestre se esforça por nós, desde quando?
Livro: Caminho Verdade e Vida
Chico Xavier/Emmanuel
Francisco Rebouças

Divulgação do Espiritismo

Os trabalhadores fiéis, inspirados pelos Espíritos Superiores estão e estarão sempre pondo em prática com dedicação e empenho todas as oportunidades que aparecem de espalhar a mensagem consoladora e esclarecedora do Espiritismo mundo à fora.
Precisamos todos fazer a parte que nos está reservada, dentro de nossas possibilidades para que a mensagem cristã possa se estabelecer no coração de toda a nossa sociedade.
Vejam a mensagem que recebí da amiga Elsa Rossi.
Elsa rossi de Londres,
acabei de chegar de Bielorusia, onde fomos lancar obras de Kardec e Chico em Russo em Minsk.

Deus contigo
elsa

Parabéns Elsa, que Deus te abençôe e a toda essa equipe que com você trabalha na difusão do Consolador Prometido.

Grande abraço,
Francisco Rebouças.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Entrevistas

O FRANCISCO REBOUÇAS - ESPIRITISTA, APRESENTA A ENTREVISTA QUE NOS FOI CONCEDIDA POR JOÃO VICENTE DALLEDONE OU SIMPLESMENTE “JOCA DALLEDONE” PRESIDENTE DA BUSS (British Union of Spiritist Societies), ALÉM DE DEDICADO TRABALHADOR DA SEARA ESPÍRITA EM LONDRES.

Entrevista:

FR : Caro Joca, como aconteceu o seu encontro com a doutrina espírita?


R: Meu avô fundou um centro espírita em Curitiba, que minha mãe freqüentava. Foi através dela que tive meu primeiro contato, mas só em Londres é que realmente me dediquei ao Espiritismo. A minha adesão definitiva em Londres foi facilitada por trabalhar profissionalmente com o dirigente de um centro espírita em Londres (Kleber Celadon). Através desse contato comecei a freqüentar e a me interessar intensamente pelo estudo da doutrina. A partir daí tudo correu muito rápido e naturalmente.

FR: Qual a casa espírita que você freqüenta hoje?

R: Solidarity Spiritist Group, onde fui co-fundador e primeiro presidente. Agora a direção conta com a portuguesa Maria Gomes.

FR: Como e porque aconteceu sua ida para Londres?

R: Mudei-me para Londres para estudar e trabalhar com música. Sou professor de música.

FR: Que funções você exerce na atualidade no movimento espírita?

R: Sou presidente da BUSS (British Union of Spiritist Societies)- Uniao Britanica das Sociedades Espiritas, nossa federação, e vice-presidente do Solidarity Spiritist Group.

FR: Como está o movimento espírita na Inglaterra nos dias da atualidade?

R: Acredito que vivemos um momento muito bom para o Movimento Espírita neste país. Vejo os grupos e espíritas genuinamente mais maduros e relativamente mais unidos, o que não ocorria alguns anos atrás. Mesmo aqueles que discordam de nossas decisões, o fazem com respeito, não atrapalhando o avanço do movimento.
Se posso citar uma das nossas preocupações é que ainda não está havendo uma iniciativa mais determinada de fazer trabalhos em inglês na maioria dos grupos. Muitas vezes há a iniciativa, mas as pessoas se desanimam logo, pela falta de integrantes e desistem em vez de tentar encontrar soluções. Gostaria de ver os grupos mais preocupados com isso, mas não nos compete “violentar consciência alguma” como nos alerta nosso querido Bezerra de Menezes.

FR: Em que outros países da Europa o espiritismo está sendo divulgado com boa aceitação?

R: Não sou a pessoa mais indicada para responder esta pergunta, pois concentro meus esforços no país aonde vivo. Mas pelo que tenho ouvido e visitado, nos países latinos o Espiritismo se desenvolve com mais naturalidade, no Leste Europeu também parece que um bom número de nativos do país tem se dedicado à causa espírita, muitos através do Esperanto. Mas por menor que seja, há sempre a presença espírita em quase todos os países europeus, na grande maioria iniciado por brasileiros que lá se estabeleceram.

FR: Qual a maior dificuldade que você observa para difundir o espiritismo aí na Inglaterra?

R: O preconceito que há pelo desconhecimento dos postulados espíritas, e a confusão que se faz com as igrejas e médiuns espiritualistas que infelizmente têm pouca credibilidade na sociedade britânica, por causa das fraudes que se comprovaram e pelo fato da cobrança (pagamento) de suas atividades mediúnicas, sem a preocupação do estudo e da auto melhoria moral que é tão enfatizada no Espiritismo. Como a palavra Espiritismo (Spiritism) e Espiritualismo (Spiritualism) são muito parecidas, esta confusão prejudica bastante a difusão da doutrina.

FR: Existem muitas divergências em termos de interpretação da mensagem espírita, em sua opinião porque isso ocorre se os ensinamentos espíritas são tão claros?

R: Como falei, há esta confusão entre duas filosofias, que embora compartilhem muitos postulados, na prática divergem bastante. Dentro do movimento espírita propriamente dito, temos poucas divergências de opinião quanto à mensagem espírita, o que não impede de termos outras divergências de opinião e obstáculos a transpor.

FR: Quantos grupos espíritas compõem o movimento espírita da Inglaterra?

R: 18 centros espíritas, sendo 13 em Londres, 1 em Sheffield, 1 em Edinburgo, 1 em Brighton, Belfast e Coventry.

FR: O Inglês está aceitando bem os postulados de nossa doutrina, ou o movimento espírita na Inglaterra ainda é constituído quase que exclusivamente por brasileiros aqui radicados?

R: 90% do movimento espírita é ainda constituído de brasileiros e portugueses, mas aos poucos o britânico começa a se interessar. Ha muita desconfiança a respeito de doutrinas religiosas em geral aqui no Reino Unido, pelos abusos cometidos no passado, este é outro desafio.

FR: Quais foram as maiores conquistas de sua dedicação ao movimento espírita?

R: As conquistas foram coletivas, somos uma equipe muito unida de voluntários, se não fosse assim nada teríamos alcançado. Vários projetos foram bem sucedidos pela união desses trabalhadores, me orgulho por ser uma pequena parte dessa maravilhosa equipe. Tivemos vários marcos, projetos ambiciosos que nunca se tinha tentado antes como a peça teatral “Two Thousand Years Ago” (Há 2000 Anos), com um elenco de mais de 30 pessoas, trabalhadores e freqüentadores de quase todos os centros de Londres. O Congresso de Medicina e Espiritualidade que demarcou uma nova fase no movimento, com o reconhecimento e envolvimento de britânicos de expressão, dentro dessa sociedade, o que nos deu mais credibilidade, confiança e certeza de estar seguindo no caminho certo. A luta pela aquisição da sede própria da BUSS, a banca de livros no mercado Brick Lane em Londres, o trabalho e apoio continuo com as crianças da Evangelização, que vem se consolidando pouco a pouco. A conferência conjunta com outra entidade britânica (Spirit Release Foundation) ocorrida em outubro do ano passado, etc. Tem sido sem dúvida alguma, um esforço conjunto, o “feixe de varas” que ninguém consegue quebrar, no dizer do eminente espírito espírita Bezerra de Menezes.

FR: Quais são os maiores desafios a conquistar?

R: Respeito e reconhecimento da doutrina Espírita pela sociedade britânica e a luta continua pela união dos espíritas no Reino Unido.

FR: O que você diria a quem lhe pedisse orientação de obras para iniciar no conhecimento do espiritismo?

R: Seguindo campanha iniciada pela FEB anos atrás, comece pelo começo, isto é, O Livro dos Espíritos, Evangelho segundo Espiritismo, Livro dos Médiuns, obras de André Luis, etc. Embora algumas pessoas achem uma leitura um tanto pesada, é a base sólida para que então se escolha outras obras complementares com conhecimento de causa evitando assim livros que não contribuam para a nossa caminhada espiritual.

FR: O aborto continua sendo o assunto mais discutido no meio espírita no momento, de que maneira nós espíritas podemos contribuir para evitar esse crime?


R: Dentro da doutrina espírita temos que preservar a liberdade de pensar e agir de cada um. Devemos sim manifestar e exemplificar nossa opinião seriamente baseada na conseqüência dos princípios doutrinários em nossa vida, sem, porem, violentar o direito do outro de discordar e agir conforme lhe convenha. Assim agindo, não estaremos sendo coniventes nem tampouco impondo nosso ponto de vista.

FR: Porque nos dias de hoje, 2009 anos após Jesus nos trazer suas mensagens de amor e respeito ao próximo, o ser humano ainda não pratica seus ensinamentos?

R: Entre o entender e vivenciar, ha um abismo muito grande, que só é transposto pelo auto sacrifício, humildade e dedicação.

FR: Quais seus projetos para o futuro?

R: Esse ano teremos o II Congresso de Medicina e Espiritualidade, estamos ampliando o setor de Serviço Assistencial, com atividades em conjunto com os Samaritanos na época de Natal mandando brinquedos e material escolar as crianças dos países pobres do leste europeu. Estamos na busca do nosso reconhecimento como Entidade Filantrópica (Registered Charity), o reconhecimento do Espiritismo como religião oficializada dentro do Reino Unido, são alguns de nossos projetos para o futuro e contamos com a ajuda de todos para estes e muitos outros, com as bênçãos de Jesus.

FR: Joca, qual é em sua visão a importância da Evangelização na Casa Espírita?

R: É o mesmo que perguntar se queremos que a doutrina acabe com a nossa morte física ou se perpetue por gerações futuras. A evangelização não só beneficia o evangelizando e o evangelizador, mas garante que mensagem espírita, que é de vital importância para a humanidade, se consolide. Nos países como o Reino Unido, é ainda mais importante, pois serão estas crianças que nasceram nessa cultura que levaram a mensagem espírita à frente, falando na sua língua mãe com os aspectos culturais do país aonde nasceram e cresceram.

FR: Joca, o que você gostaria de ter respondido e que não te perguntei?

R: Me parece uma entrevista muito bem elaborada, nada teria a acrescentar.

FR: Joca, quero aproveitar a oportunidade para parabenizar a você e todos os que com você trabalham pela divulgação do Espiritismo em Londres, pelos eventos promovidos por vocês, como por exemplo, as palestras realizadas, com a presença de Divaldo Franco, José Raul Teixeira e tantos outros.


R: Nós que agradecemos a oportunidade de divulgar e o apoio sempre carinhoso dos companheiros espíritas do Brasil

FR: Estaremos sempre à disposição para colaborar na divulgação do que for necessário em prol do crescimento da doutrina espírita, fique à vontade para nos contatar sempre que desejar.

R: Agradecemos o apoio e carinho de todos vocês.

FR: Para encerrar, gostaríamos que você deixasse registrada sua mensagem a toda família espírita brasileira, através do FRANCISCO REBOUÇAS - ESPIRITISTA.

R: Vivendo fora do Brasil, nos percebemos quanto privilegiados somos no Brasil com relação ao Espiritismo, tão consolidado, organizado e difundido, com tantas obras e companheiros de valor. Enquanto em outros países as dificuldades são bem maiores, estamos ainda plantando as primeiras sementinhas, enquanto no Brasil já se colhe o fruto. Aproveitem, sabemos que há inúmeros desafios, mas se nos concentramos no que há de bom no movimento brasileiro (que não é pouco), enfraquecemos o que ainda esta por melhorar.

FR: Em meu nome, e em nome de todos os amigos que nos honram com a audiência e a confiança, agradeço a Joca Dalledone, pela gentileza em nos atender para esta entrevista e ficamos a rogar ao Mestre de Nazaré que o guarde em sua paz, hoje e sempre.

(Também divulgada pelo Jornal Correio Espírita - Edição de novembro/2009).

Francisco Rebouças.

Cumprimente as pessoas

CUMPRIMENTE a seus amigos com alegria.

Muitas vezes, uma simples saudação alegre e espontânea conquista um coração e consola uma dor.

A saudação triste e acabrunhada pode instilar veneno num coração alegre.

Derrame alegria e bondade, ao encontrar uma pessoa conhecida, e já terá conquistado os benefícios de uma boa ação meritória.

Que seus amigos sintam o calor de seu coração afetuoso no simples.
Livro: Minutos de sabedoria
Carlos Torres Pastorino
Francisco Rebouças

Lindas Poesias!

Jesus

Quanta vez, neste mundo, em rumo escuro e incerto,
O homem vive a tatear na treva em que se cria!
Em torno, tudo é vão, sobre a estrada sombria,
No pavor de esperar a angústia que vem perto!...

Entre as vascas da morte, o peito exangue e aberto,
Desgraçado viajor rebelado ao seu guia,
Desespera, soluça, anseia e balbucia
A suprema oração da dor do seu deserto.

Nessa grande amargura, a alma pobre, entre escombros,
Sente o Mestre do Amor que lhe mostra nos ombros
A grandeza da cruz que ilumina e socorre;

Do mundo é a escuridão, que sepulta a quimera...
E no escuro bulcão só Jesus persevera,
Como a luz imortal do amor que nunca morre.
Livro: Parnaso de Além-Túmulo
Chico Xavier/Diversos Espíritos
Francisco Rebouças

Tirando dúvidas sobre mediunidade

Continuamos com o estudo sobre mediunidade enfocando as questões do Livro DIRETRIZES DE SEGURANÇA. Questões 41 a 45.
Estude conosco!

41 - Qual a função da mesa mediúnica em uma reunião?

Raul - Entendemos que o agrupamento de companheiros de uma reunião mediúnica se destina a fomentar maior vinculação entre as mentes.
Disse Nosso Senhor Jesus Cristo que onde estivessem duas ou mais criaturas trabalhando em Seu nome, entre elas ou com elas estaria. A mesa, dita mesa mediúnica permite maior envolvimento dos encarnados médiuns com os Benfeitores da Vida Mais Ampla, que terão uma vibração mental de boa qualidade, quando os médiuns estão Sintonizados na atividade do bem, para que eles Possam dela se Utilizar.
As entidades que se comunicam em estado de necessidade carecem do chamado fluido animal, ou fluido magnético animal, como afirma Allan Kardec em O Livro dos Médiuns ¹, e essa Sintonia faz com que se aprimore a assistência facilita o serviço do bem na mediunidade, e é essa a oportunidade que os Céus concederam a nós outros, os homens da Terra, para que, ao mesmo tempo em que estejamos crescendo, Cooperemos também para o crescimento dos outros, enxugando as nossas lágrimas com o mesmo lenço que enxugamos as lágrimas alheias. Então, a mesa mediúnica ou grupo mediúnico se destina a fomentar a formação de um Corpo vibratório
A reunião mediúnica é uma reunião energética por excelência, em que as energias dos dois campos encarnado e desencarnado, se fundem para que se elevem as criaturas da Terra na conquista da felicidade interior.

1 KARDEC, Allan. O livro dos médiuns, capítulo 4º, item 74 (5º e 14º), 53ª edição, FEB, Brasília – DF, 1986.
42 - As reuniões mediúnicas devem ser públicas? Por quê?

Divaldo - O Codificador recomenda pequenos grupos, graças às dificuldades que há nos grandes grupos de sintonia vibratória e harmonia de pensamentos.
Uma reunião mediúnica de caráter público é um risco desnecessário, porque vêm pessoas portadoras de sentimentos os mais diversos, que irão perturbar, invariavelmente, a operação da mediunidade. Afirma os Benfeitores que uma reunião mediúnica é um grave labor, que se desenvolve no campo perispirítico, e se a equipe não tem um conhecimento especializado, é compreensível que muitos problemas sucedam por negligência da mesma. A reunião mediúnica não deve ser de caráter público, porque teria feição especulativa, exibicionista, destituída de finalidade superior, atitudes tais que vão de encontro negativa-mente aos postulados morais da Doutrina.
Mesmo nas reuniões mediúnicas privativas deve-se manter um número ideal de membros, não excedente a 20 pessoas, para que se evitem essas perturbações naturais nos grupamentos massivos.
Onde haja um grupo mediúnico com grande número, que seja dividido em dois trabalhos separados (porque, em Movimento Espírita, na ordem do bem, dividir é multiplicar o benefício daqueles que se repartem). Igualmente é necessário que as pessoas sejam afins entre si no grupo. Por motivos óbvios, se estamos numa reunião mediúnica e não somos simpáticos a um indivíduo, toda a comunicação que por ele venha, os nossos recalques e conflitos põem-nos carapuças, acreditando serem indiretas a nós dirigidas. Se, por acaso, alguém não nos é simpático, quando ele entra em transe ficamos bombardeando: “Imagine o fingido; vê se eu vou acreditar nele!” Formamos assim, uma antena emissora de dificuldades para o companheiro que está sendo agredido pela nossa mente, Porque desde que o indivíduo é médium, ele não o é exclusivamente dos espíritos desencarnados mas também dos encarnados.
O êxito de uma reunião mediúnica depende da equipe que ali comparece e não apenas do médium.
Os Mentores programam, mas aquela equipe em funcionamento responderá pelos resultados.
Nunca é demais recomendar que as sessões mediúnicas sejam de caráter privado.

43 - Recebe o médium, em transe, a influência mental do grupo de que participa?

Raul - Aprendemos em O livro dos Médiuns¹ , com Allan Kardec, que a reunião é um ser coletivo.
Todos aqueles que dela participam com qualquer função que seja, estão automaticamente vinculados às suas ocorrências de maneira que, muitas vezes, o grupo não estando bem Sintonizado e realizando um trabalho de alta envergadura, os médiuns que são filtros dos espíritos encarnados e desencarnados estarão filtrando, encharcando-se daquelas nuanças vibratórias que o ambiente lhes permite fruir. Dessa maneira é que se justifica a desnecessidade de reuniões mediúnicas com público que não esteja sintonizado com a realidade do estudo doutrinário, porque os médiuns ficam à mercê desses influxos de dardos mentais de indiferença, de descrença e de petitórios e, muitas vezes, a mensagem que eles veiculam sairá com o sabor dessas insinuações, desses desejos e perturbações.
O grupo participa, também, das comunicações com esse suporte energético apoiando ou desequilibrando o médium, porque a reunião é um corpo coletivo.

1 KARDEC Allan. O livro dos médiuns capítulo 29º, itens 324 e 331, 53ª ed. FEB, Brasília - DF, 1986.

44 - E aqueles grupos que se fecham em torno deles mesmos e seus membros não freqüentam palestras, reuniões doutrinárias e se dedicam tão somente ao fenômeno em si, ao intercâmbio mediúnico? Estarão procedendo corretamente?

Divaldo - O mandamento é este: que vos ameis uns aos outros como eu vos amei e que façais ao próximo quanto desejardes que o próximo vos faça, equivalendo dizer que todo aquele que se isola perde a oportunidade de evoluir, porque todo enquistamento degenera em enfermidade.

45 - Uma pessoa com problemas mediúnicos deve ser encaminhada, sem risco, para uma reunião mediúnica?

Divaldo - A pergunta já demonstra que a pessoa tendo problemas, deve primeiro eqüacioná-los, para depois estudar e aprimorar a faculdade que gera aqueles problemas. Como na mediunidade os problemas são do espírito e não da faculdade mediúnica, é necessário que primeiro se moralize o médium.
Abandonando as paixões, mudando a direção mental, criando hábitos salutares para sua vivência, reflexionando no Evangelho de Jesus, aprendendo a orar, ele eqüaciona na base, os problemas que inquietam o efeito, que é a faculdade mediúnica somente após o quê, é lhe lícito educar a mediunidade.
No capítulo 1 de O Livro dos Médiuns o Codificador examina o assunto na epígrafe: Há Espritos?. Explica Allan Kardec que ninguém deve levar a uma sala de química por exemplo, alguém que não entenda das fórmulas e das composições químicas. Explico-me: um leigo chega numa sala e vê vários vidros, com água branca e uma anotação que lhe parece cabalística: HN03 + 3HCL ¹.
Para ele a anotação não diz nada. Mas, se misturar aqueles líquidos Corre perigo. Assim, também é necessário primeiro que o indivíduo conheça no laboratório do mundo invisível as soluções que vai manipular, para depois partir para as experiências.
É de bom alvitre, Portanto, que alguém que tenha problemas de mediunidade seja encaminhado às sessões doutrinárias de estudos, para primeiro evangelizar-se, conhecendo a Doutrina a fim de que, mais tarde, canalize as suas forças mediúnicas num bom direcionamento.
Há uma praxe entre as pessoas pouco esclarecidas a respeito da Codificação Espírita, que induz se leve o indivíduo a uma sala mediúnica para poder eqüacionar problemas, como quem tira uma coisa incômoda de cima da pessoa.
O problema de que a criatura se vê objeto pode ser o chamamento para mudança de rota moral. A mediunidade que aturde é um apelo para retificação das falhas. E é necessário ir-se às bases para modificar aqueles efeitos perniciosos.
Daí, diante de uma pessoa com problemas mediúnicos, a primeira atitude nossa será encaminhar o necessitado à aprendizagem da Doutrina Espírita, que é a terapêutica para seus problemas. A mediunidade será educada a posteriori como instrumento de exercício para o bem, mediante o qual granjeará títulos para curar o mal de que se é portador.

1 Água Régia, substância altamente corrosiva.

Livro: Diretrizes de Segurança
Divaldo Franco/Raul Teixeita
Francisco Rebouças

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Eventos espíritas

Amigos ainda em novembro, estarão sendo realizados alguns eventos em nosso movimento espírita, e outros logo no início do mês de dezembro veja a seguir.

Evento: XII Encontro para Estudo da Ciência Espírita
Data: 27, 28 e 29 de novembro de 2009
Local: Espaço Cultural da Urca – Poços de Caldas-MG
Informações: (35) 3722-3545
Evento: II Seminário da Associação Médico-Espírita da Serra Gaúcha
Tema: “O Espírito em Terapia”,.
Com Ercília Zilli.
Data: 28 de novembro de 2009
Horário: 14h às 18h
Local: Clube São Bento (Rua Xingu nº 357 – Bento Gonçalves-RS
Informações: (54) 3452-6355
Evento: Reinauguração da Banca do Livro Espíria “José Malite”
Data: 28 de novembro de 2009
Horário: 9h
Local: Pça. Tibúrcio Estevam de Siqueira (ao lado do Mosteiro São Bento) – Jundiaí-SP
Evento: Encontros “A Arte de Educar com Arte”
Tema: Planeta Terra – Nosso Lar no Presente”
Data: 28 de novembro de 2009
Horário: das 15h às 18h
Local: Núcleo Assistencial Anita Briza (Rua Aurélia nº 667 – Vila Romana-SP
Informações: Vandi: vandi@galvez.com.br
Evento: IV Encontro Espírita “Fraternidade”
Tema: “Trabalhando a Paz”
Data: 29 de novembro de 2009 - domingo
Horário: das 8h30min às 16h30min
Local: Centro Espírita Fraternidade (Rua Marechal Deodoro da Fonseca nº 511 – Jundiaí-SP
Informações: encontro.espirita@yahoo.com.br
Evento: Família, União e Coração
Com o expositor Emmerson Pedersolli
Data: 05 de dezembro de 2009
Horário: das 16h às 18h30min
Local: União Espírita Mineira (Rua Guarani nº 315 – Centro – Belo Horizonte-MG)
Informações: (31) 3201-3038
Evento: Seminário AJE – Associação Jurídico-Espírita do Estado de São Paulo
Tema: “A Caminho da Paz” – 4ª Edição.
Com exposição de Marlene Nobre
Data: 05 de dezembro de 2009 - sábado
Horário: 9h30min
Local: Centro Espírita Nosso Lar – Casas André Luiz
Informações: www.ajesaopaulo.com.br – paz@ajesaopaulo.com.br
Francisco Rebouças

Associação Auxílio e Amizade

O nosso amigo Nuno Emanuel, nos envia o endereço de uma entidade de auxílio a famílias cesitadas em Lisboa, que você que reside aí em Portugal pode conhecer e colaborar neste Natal.
Campanha de Natal

Colabore com a Campanha dos Presentes para as crianças das famílias assistidas e saiba tudo sobre a Campanha do Cabaz com os produtos que fazem mais falta nesta época natalícia.

Visitem apágina da AAA e saiba como colaborar. http://auxilioeamizade.fec.pt/website/
Obrigado!
Auxílio e Amizade - newsletter.aaa@gmail.com
Francisco Rebouças

Espíritas, unamo-nos em defesa do direito de ser Espírita!

Caros amigos, em pleno século 21, ainda somos obrigados a ler notícias desagradáveis e até mesmo indecentes e criminosas como a que está noticiada no endereço abaixo.
Sempre esses tais "cristãos", que não aprenderam nada com o Cristo, e sim, com o demônio de quem eles não esquecem em seus cultos.
Não são todos bem sabemos, mas sem qualquer sombra de dúvidas é a esmagadora maioria desses fanáticos que desconhecem as mensagens do Cristo de amor ao semelhante e a Deus nosso Pai e Criador.
Chega de ficarmos queitos esperando que eles mudem, o que não é de se esperar, e unamo-nos em um movimento sério em defesa do direito soberano de cultuarmos a Deus da forma que escolhemos, (vamos nos reunir em todas as capitais do Brasil e estudarmos as medidas cabíveis dentro da moral e da ética que a nossa doutrina nos impõe), para virificarmos dentro da Lei, as possíveis atitudes cabíveis a tomar, e vamos exigir das autoridades medidas duras e sérias contra esses abusos e desrespeito que temos sido vítimas há séculos. A hora é chegada, precisamos nos movimentar em busca do direito que a Constituição nos garante.
Grande abraço,
Francisco Rebouças.
Leiam a nótícia:
Polícia Civil investiga invasão de centro espírita em Nova Iguaçu
Fiéis da Igreja Universal podem estar envolvidos, segundo a polícia
Rio - A Polícia Civil investiga a invasão de um Centro Espírita, ocorrida na última terça-feira, no centro de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Nesta quinta, peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli e o delegado titular da 52ª DP (Nova Iguaçu) estiveram no local para tentar colher digitais dos criminosos através de uma perícia técnica.

De acordo com a polícia, os vândalos seriam fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus - a igreja mantém um templo na rua Capitão Chaves, próximo ao centro espírita invadido. O próximo passo das investigações é requisitar as imagens das câmeras de segurança da própria Universal para instruir o inquérito e podem ser decisivas na investigação.

Para a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) o caso não é comum na região. Desde sua fundação, há aproximadamente dois anos, a entidade recebe denúncias de vários bairros da Baixada, São Gonçalo e Zona Oeste, mas quase nunca de Nova Iguaçu. A resposta pode estar no medo das pessoas em levar os casos adiante.“Mesmo com todo o trabalho da Comissão, os religiosos ainda se sentem inseguros. É natural que a autoestima deles ainda esteja abalada. É preciso denunciar, entrar na Justiça e dar queixa na Polícia. Só assim poderemos acabar com esse fundamentalismo religioso e viver numa sociedade verdadeiramente democrática”, disse Ivanir dos Santos, porta-voz da CCIR.
Fonte: http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2009/11/policia_civil_investiga_invasao_de_centro_espirita_em_nova_iguacu_48783.html

Lindos Casos de Chico Xavier

8 - TEMPORÁRIA SEPARAÇÃO


Continuando os desequilíbrios do Chico, em janeiro de 1920, João Cândido Xavier, seu pai, pediu ao padre que fosse mais exigente com a criança, no confessionário.

O sacerdote concordou com a sugestão...

Quando o vigário lhe ouvia as referências sobre as rápidas entrevistas com Dona Maria João de Deus, desencarnada desde 1915, falou-lhe francamente:

— Não, meu filho. Isso não pode ser. Ninguém volta a conversar depois da morte. O demônio procura perturbar-lhe o caminho...

— Mas, padre, foi minha mãe quem veio...

— Foi o demônio.

Severamente repreendido pelo vigário, o menino calou-se, chorando muito.

O Sr. João Cândido, católico de Santa Luzia do Rio das Velhas deu razão ao padre.

Aquilo só podia ser o demônio.

Chico refugiou-se no carinho da madrasta, alma compreensiva e boa.

E Dona Cidália lhe disse:

— Você não deve chorar, meu filho. Ninguém pode dizer que você esteja perseguido pelo demônio. Se for realmente sua mãezinha quem veio conversar com você, naturalmente isso acontece porque Deus permite. E Deus estando no assunto ajudará para que isso tudo fique esclarecido.

À noite desse dia, Chico sonhou que reencontrava a progenitora.

Dona Maria abraçou-o e recomendou:

— Repito que você deve obedecer a seu pai e ao vigário. Não brigue por minha causa. Por algum tempo você não mais me verá, contudo, se Jesus permitir, mais tarde estaremos mais juntos.
Não perca a paciência e esperemos o tempo.

Chico acorda em pranto.

Enxugou os olhos, resignado.

E, por sete anos consecutivos, não mais teve qualquer contacto pessoal com a mãezinha, para somente receber-lhe as mensagens psicografadas em 1927 e revê-la, de novo, pela vidência mais clara e mais segura, em 1931, quando mais familiarizado com o serviço mediúnico, ao qual se entregara de coração.
Livro: Lindos Casos de Chico Xavier
Francisco Rebouças

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Estudando o espiritismo - LE

Caros amigos, estamos dando continuidade ao estudo do Livro dos espíritos, para nosso aprendizado e reflexão. Estude conosco!
Espírito e matéria
21. A matéria existe desde toda a eternidade, como Deus, ou foi criada por Ele em dado momento?
“Só Deus o sabe. Há uma coisa, todavia, que a razão vos deve indicar: é que Deus, modelo de amor e caridade nunca esteve inativo. Por mais distante que logreis figurar o início de Sua ação, podereis concebê-Lo ocioso, um momento que seja?”


22. Define-se geralmente a matéria como sendo - o que tem extensão, o que é capaz de nos impressionar os sentidos, o que é impenetrável. São exatas estas definições?
“Do vosso ponto de vista, elas o são, porque não falais senão do que conheceis. Mas a matéria existe em estados que ignorais. Pode ser, por exemplo, tão etérea e sutil que nenhuma impressão vos cause aos sentidos. Contudo, é sempre matéria. Para vós, porém, não o seria.”

a) - Que definição podeis dar da matéria?
“A matéria é o laço que prende o Espírito; é o instrumento de que este se serve e sobre o qual, ao mesmo tempo, exerce sua ação.”

Deste ponto de vista, pode dizer-se que a matéria é o agente, o intermediário com o auxílio do qual e sobre o qual atua o Espírito.
DOS ELEMENTOS GERAIS DO UNIVERSO
23. Que é o Espírito?
“O princípio inteligente do Universo.”

a) - Qual a natureza íntima do Espírito?
“Não é fácil analisar o Espírito com a vossa linguagem. Para vós, ele nada é, por não ser palpável. Para nós, entretanto, é alguma coisa. Ficai sabendo: coisa nenhuma é o nada e o nada não existe.”
24. Espírito é sinônimo de inteligência?
“A inteligência é um atributo essencial do Espírito. Uma e outro, porém, se confundem num princípio comum, de sorte que, para vós, são a mesma coisa.”

25. O Espírito independe da matéria, ou é apenas uma propriedade desta, como as cores o são da luz e o som o é do ar?
“São distintos uma do outro; mas, a união do Espírito e da matéria é necessária para intelectualizar a matéria.”


a) - Essa união é igualmente necessária para a manifestação do Espírito?
(Entendemos aqui por espírito o princípio da inteligência, abstração feita das individualidades que por esse nome se designam.)

“É necessária a vós outros, porque não tendes organização apta a perceber o Espírito sem a matéria. A isto não são apropriados os vossos sentidos.”

26. Poder-se-á conceber o Espírito sem a matéria e a matéria sem o Espírito?
“Pode-se, é fora de dúvida, pelo pensamento.”
27. Há então dois elementos gerais do Universo: a matéria e o Espírito?
“Sim e acima de tudo Deus, o criador, o pai de todas as coisas. Deus, espírito e matéria constituem o princípio de tudo o que existe, a trindade universal. Mas ao elemento material se tem que juntar o fluido universal, que desempenha o papel de intermediário entre o Espírito e a matéria propriamente dita, por demais grosseira para que o Espírito possa exercer ação sobre ela. Embora, de certo ponto de vista, seja lícito classificá-lo com o elemento material, ele se distingue deste por propriedades especiais. Se o fluido universal fosse positivamente matéria, razão não haveria para que também o Espírito não o fosse. Está colocado entre o Espírito e a matéria; é fluido, como a matéria, e suscetível, pelas suas inumeráveis combinações com esta e sob a ação do Espírito, de produzir a infinita variedade das coisas de que apenas conheceis uma parte mínima. Esse fluido universal, ou primitivo, ou elementar, sendo o agente de que o Espírito se utiliza, é o princípio sem o qual a matéria estaria em perpétuo estado de divisão e nunca adquiriria as qualidades que a gravidade lhe dá.”

a) - Esse fluido será o que designamos pelo nome de eletricidade?
“Dissemos que ele é suscetível de inúmeras combinações. O que chamais fluido elétrico, fluido magnético, são modificações do fluido universal, que não é, propriamente falando, senão matéria mais perfeita, mais sutil e que se pode considerar independente.”

28. Pois que o Espírito é, em si, alguma coisa, não seria mais exato e menos sujeito a confusão dar aos dois elementos gerais as designações de - matéria inerte e matéria inteligente?
“As palavras pouco nos importam. Compete-vos a vós formular a vossa linguagem de maneira a vos entenderdes. As vossas controvérsias provêm, quase sempre, de não vos entenderdes acerca dos termos que empregais, por ser incompleta a vossa linguagem para exprimir o que não vos fere os sentidos.”


Um fato patente domina todas as hipóteses: vemos matéria destituída de inteligência e vemos um princípio inteligente que independe da matéria. A origem e a conexão destas duas coisas nos são desconhecidas. Se promanam ou não de uma só fonte; se há pontos de contacto entre ambas; se a inteligência tem existência própria, ou se é uma propriedade, um efeito; se é mesmo, conforme à opinião de alguns, uma emanação da Divindade, ignoramos.

Elas se nos mostram como sendo distintas; daí o considerarmo-las formando os dois princípios constitutivos do Universo. Vemos acima de tudo isso uma inteligência que domina todas as outras, que as governa, que se distingue delas por atributos essenciais. A essa inteligência suprema é que chamamos Deus.
Fonte: o Livro dos Espíritos - FEB - 76ª Edição.
Francisco Rebouças


Caros amigos, estamos dando continuidade ao estudo do Livro dos espíritos, para nosso aprendizado e reflexão. Estude conosco!

CAPÍTULO II - DOS ELEMENTOS GERAIS DO UNIVERSO
Conhecimento do princípio das coisas

IV Jornada Portuguesa de Medicina e Espiritualidade

Recebí do nosso amigo João Paulo Bandeira, a foto dos oradores que participaram e contribuiram para o sucesso que foi a realização em Lisboa da IV Jornada Portuguesa de Medicina e Espiritualidade realizada no auditório da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa.

Muito obrigado João Paulo, fico muito feliz em ver sua disposição de contribuir com prazer para a divulgação dos eventos espíritas aí em Lisboa. Abaixo sua mensagem.

Caro Francisco Rebouças,
Eis aqui uma foto dos oradores (falta a Dra. Isabel Hoffmann Miles, uma oradora convidada, que só compareceu no domingo à tarde).
Da esquerda para a direita e na primeira fila:
Dr. Torcato Soares Santos, da AME-Portugal; Dr. Hassane Fahrrat, Tesoureiro da AME-Portugal; Dra. Paula Costa e Silva, da AME-Portugal; Dra. Marlene Nobre, Presidente das AMEs Internacional e Brasil; Dr. Décio Iandoli Jr., vice-presidente da AME de Mato Grosso do Sul (AME-MS); Dr. Francisco Ganhão, Presidente da AME-Portugal; e Dr. João Jacinto, Presidente da AME Lisboa.

Na 2ª fila, tb da esquerda para a direita:
Dr. César Geremia, da AME do Rio Grande do Sul (AMERS); Dr. Carlos Roberto de Souza, Presidente da AME de Campina Grande - Paraíba; Dr. Jorge Daher, da AME de Goiás; Dr. Sérgio Lopes (com a mão no ombro do Dr. Décio), Presidente da AME de Pelotas; e Dr. Roberto Lúcio Vieira de Souza, Vice-Presidente da AME-Brasil.

Um abraço fraternal do
João Paulo Bandeira

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Estudando o espiritismo - E.S.E.

A paciência
A dor é uma bênção que Deus envia a seus eleitos; não vos aflijais, pois, quando sofrerdes; antes, bendizei de Deus onipotente que, pela dor, neste mundo, vos marcou para a glória no céu.

Sede pacientes. A paciência também é uma caridade e deveis praticar a lei de caridade ensinada pelo Cristo, enviado de Deus. A caridade que consiste na esmola dada aos pobres é a mais fácil de todas. Outra há, porém, muito mais penosa e, conseguintemente, muito mais meritória: a de perdoarmos aos que Deus colocou em nosso caminho para serem instrumentos do nosso sofrer e para nos porem à prova a paciência.
A vida é difícil, bem o sei. Compõe-se de mil nadas, que são outras tantas picadas de alfinetes, mas que acabam por ferir. Se, porém, atentarmos nos deveres que nos são impostos, nas consolações e compensações que, por outro lado, recebemos, havemos de reconhecer que são as bênçãos muito mais numerosas do que as dores. O fardo parece menos pesado, quando se olha para o alto, do que quando se curva para a terra a fronte.

Coragem, amigos! Tendes no Cristo o vosso modelo. Mais sofreu ele do que qualquer de vós e nada tinha de que se penitenciar, ao passo que vós tendes de expiar o vosso passado e de vos fortalecer para o futuro. Sede, pois, pacientes, sede cristãos. Essa palavra resume tudo. - Um Espírito amigo. (Havre, 1862.)
Fonte: E.S.E. - FEB 112ª edição. Cap. IX, item 7
Francisco Rebouças

Almoço de Natal

A nossa amiga Gorete Newton nos envia mais esta notícia de evento que se realizará no CEEAK.
CONVITE: Temos a alegria de convidar a todos para nosso almoço de Natal no domingo dia 06 de dezembro às 12hs. Teremos um Buffet super especial para toda a família.

Papai Noel estará presente e entregará um presentinhopara cada criança!

Não percam!

Parte da renda será destinada a ajudar a Escola para crianças e jovens autistas Evolução, em Salvador Bahia Brasil. O almoço será servido no próprio prédio do CEEAK.Industriestrasse 8 8404 - Winterthur.

Almoço de Natal 2009

Data: 06 de dezembro de 2009, domingo.

Horário: das 11h-16h
Local: Sede do CEEAK - Industriestrasse 8 8404 - Winterthur.
-
Valor: Adulto: CHF 30.
Crianças até 12 anos: CHF 10.
Crianças até 16 anos: CHF 20.

Info/Reservas:
Walda --079 690 63 58
Isabel - -079 512 67 02
Cristina- 079 662 79 62
gorete.newton@swissonline.ch
Compareça, divulgue!
Francisco Rebouças

Aborto? Nem pensar, somos pela vida!

A revista veja, de grande circulação no nosso país, nos trouxe uma importante matéria sobre fetos abortados, para comércio de estética na Rússia; informa-nos que “a abertura econômica proporcionou uma explosão no mercado de dos produtos e serviços de beleza na Rússia”, até aí, nada de mais que nos possa chamar a atenção; mas, continua; “Mercado que inclui bizarrices como o tratamento anti-envelhecimento á base de células tronco extraídas de fetos. Quatro cessões, ao custo de 50.000 dólares, seriam capazes de eliminar rugas, aumentar a disposição, evitar a calvície, e manter a libido a mil.

Tudo balela. Não bastasse a falta de comprovação e segurança da terapia, as clinicas de estética que a oferecem se valem do comércio ilegal de fetos abortados como fonte dessas células tronco. Mulheres jovens e pobres, em sua maioria, são incentivadas a interromper a gravidez por volta do terceiro mês e a vender o feto. O preço: 200 dólares cada um. Para ganharem um dinheiro extra, algumas delas engravidam apenas para abortar. A essas mulheres, inclusive, foi dado o apelido de “biofábricas”.

A procura pelas injeções de células tronco é tão grande que já se formou até uma rede internacional de tráfico de fetos abortados entra a Rússia e ex-repúblicas soviéticas, sobretudo a Ucrânia. Em abril passado, um homem com 25 fetos congelados, escondidos em aspiradores de pó, foi preso na fronteira entre os dois países”.

Diante, de relatos tão chocantes como esses, e tendo em vista que em nosso país, uma nova Lei está por ser sancionada, legalizando essa prática criminosa, inconcebível a nós seres humanos, que tivemos a oportunidade de usufruir da bênção da vida, justamente por nos ter sido permitido nascer, não podemos deixar de nos manifestar de forma veemente, contestando essa idéia sustentada há muito pelos representantes das TREVAS, e exigindo dos nossos Legisladores Legais, a dignidade do respeito à vida, e por conseqüência a não aprovação da nova Lei do ABORTO.

Se, essa Lei que eles hoje defendem, já tivesse sido implantada há anos atrás, muitas dessas insensatas e ingratas criaturas não estariam lutando como estão hoje, pela vitória da morte em prejuízo da vida, pois, muitos deles, teriam sido abortados por seus pais, não estando como estão, criados, curtindo a vida e querendo assassinar crianças indefesas no lugar mais sagrado que um ser humano ainda dispõe ofertado por Deus nosso Pai e Criador, para desfrutar de alguma paz, que é justamente o ventre de sua Mãe.

Nós, espíritas, mas que todos os outros nossos irmãos Cristãos, sabemos da importância de se lutar pela vida, procurando dar de nós o que nos for solicitado pela Divina Providência, através do repúdio, no empenho de todas nossas forças e recursos, no combate a esse abuso criminoso que alguns tentam impor à maioria esmagadora dos que são contrários à aprovação de tão desgraçada e infeliz idéia.

Allan Kardec, o insigne codificador da doutrina espírita, formulou aos Espíritos Superiores perguntas esclarecedoras sobre o tema conforme segue:

358. Constitui crime a provocação do aborto, em qualquer período da gestação?

“Há crime sempre que transgredis a lei de Deus. Uma mãe, ou quem quer que seja,
cometerá crime sempre que tirar a vida a uma criança antes do seu nascimento, por isso que impede uma alma de passar pelas provas a que serviria de instrumento o corpo que se estava formando.”

694. Que se deve pensar dos usos, cujo efeito consiste em obstar à reprodução, para satisfação da sensualidade?

“Isso prova a predominância do corpo sobre a alma e quanto o homem é material.”

880. Qual o primeiro de todos os direitos naturais do homem?

“O de viver. Por isso é que ninguém tem o de atentar contra a vida de seu semelhante, nem de fazer o que quer que possa comprometer-lhe a existência corporal.”

Mãos à obra portanto, meus queridos irmãos, não vamos deixar que essa pequena parcela de insensatos corações endurecidos pelo argumento materialista, possa exercer tamanha influência na legislação brasileira, em oposição à vontade e às concepções da maioria do nosso povo, e contrariando a própria Carta Magna de 1988. O direito à vida não pode ser desrespeitado, sob pena de caminharmos para a barbárie e para a quebra de todos os princípios que têm orientado a nossa cultura cristã.

Sem falar, que entre tantos fetos abortados, poderão estar sendo eliminados alguns dos grandes cientistas dos quais a humanidade tanto necessita, para a descoberta dos meios de cura para inúmeras doenças que hoje ainda se encontram classificadas pela nossa ciência como incuráveis; que poderão estar sendo assassinados, criaturas que representariam o amparo para a velhice de muitos desses próprios defensores do aborto, que mais tarde, chorarão ao desamparo e ao desprezo dos que lhes incentivaram à prática criminosa do aborto, e assim por diante...

Apesar das artimanhas utilizadas por aqueles que querem conduzir a opinião pública de maneira a lhes dar respaldo para o ato criminoso do aborto legal, contrariando as pretensões e legitimas aspirações, da sociedade brasileira, que é a conduta cristã, independente da corrente religiosa que se tenha, pois, seja na religião católica, protestante, espírita ou outra qualquer, exigimos todos, a defesa e o respeito à vida, como direito inalienável.

O feto que se desenvolve desde a concepção no lugar mais sagrado do ser humano, o ventre materno, não é uma máquina, ou um robô qualquer, que podem ser desligados de acordo com os interesses das pessoas envolvidas na questão, mas sim, um ser humano, com direito à proteção e ao amor de seus Pais, responsáveis, e da sociedade inteira.

Fontes: Revista Veja - Edição 1920, de 31 de agosto de 2005;
O Livro dos Espíritos, FEB – 76ª Edição.
Grifos Nossos.

Francisco Rebouças

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Estudando o espiritismo - E.S.E.

INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
A afabilidade e a doçura
6. A benevolência para com os seus semelhantes, fruto do amor ao próximo, produz a afabilidade e a doçura, que lhe são as formas de manifestar-se. Entretanto, nem sempre há que fiar nas aparências. A educação e a frequentação do mundo podem dar ao homem o verniz dessas qualidades. Quantos há cuja fingida bonomia não passa de máscara para o exterior, de uma roupagem cujo talhe primoroso dissimula as deformidades interiores! O mundo está cheio dessas criaturas que têm nos lábios o sorriso e no coração o veneno; que aso brandas, desde que nada as agaste, mas que mordem à menor contrariedade; cuja língua, de ouro quando falam pela frente, se muda em dardo peçonhento, quando estão por detrás.

A essa classe também pertencem esses homens, de exterior benigno, que, tiranos domésticos, fazem que suas famílias e seus subordinados lhes sofram o peso do orgulho e do despotismo, como a quererem desforrar-se do constrangimento que, fora de casa, se impõem a si mesmos. Não se atrevendo a usar de autoridade para com os estranhos, que os chamariam à ordem, acham que pelo menos devem fazer-se temidos daqueles que lhes não podem resistir. Envaidecem-se de poderem dizer: "Aqui mando e sou obedecido", sem lhes ocorrer que poderiam acrescentar: "E sou detestado."

Não basta que dos lábios manem leite e mel. Se o coração de modo algum lhes está associado, só há hipocrisia. Aquele cuja afabilidade e doçura não são fingidas nunca se desmente: é o mesmo, tanto em sociedade, como na intimidade. Esse, ao demais, sabe que se, pelas aparências, se consegue enganar os homens, a Deus ninguém engana. - Lázaro. (Paris, 1861.)
Fonte: E.S.E. Cap. IX - Bem - Aventurados os que são brandos e Pacíficos
Francisco Rebouças

Movimento espírita - eventos

NACIONAIS
BELO HORIZONTE / MG
5/dezembro - 16 as 18:30 h - Sede da União Espírita Mineira - Palestra: Emmerson PEDERSOLLI - "Família, União e Coração" - (31) 3201-3038
PORTO ALEGRE / RS
PALESTRA E DEBATE
29/novembro - 16 h - Usina do Gasômetro - sala Elis Regina - Av. Prof. Prof Prof João Goulart, 551 - Centro - tema: "Mediunidade" - (51) 9137-4149 (Maria Carolina)
CURITIBA / PR
SHOW DA PAZ
8 a 16/dezembro Largo da Ordem - Plínio Oliveira E Grupo Sou da Paz
RAUL TEIXEIRA E PLINIO OLIVEIRA
13/dezembro - 9 h - Lançamento do CD do livro "Lições de Amor e Vida" - Paraná Clube
CUIABÁ / MT
28 6 29/novembro - local: Pontes / MT - Caravana da Federação Espírita do Mato Grosso
POÇOS DE CALDAS / MG
12 º ENCONTRO SOBRE CIÊNCIA ESPÍRITA
27 29/novembro Um - Espaço Cultural da Urca - Presenças: Sérgio Felipe de Oliveira, José Carlos de Lucca, Izaias Claro e Adenauer Novaes - Realização: Sociedade de Estudos Espíritas Allan Kardec
Teresina / PI
27 e 28/novembro - Palestras: "A lei de causa e efeito na construção de um Mundo Melhor", "O Sentido da Vida" e "O trabalho Espírita na FEPI E OS Ensinamento de Jesus" - Local: Auditório Chico Xavier da Federação Espírita Piauiense -- www.fepiaui.org.br
FLORIANÓPOLIS / SC
28 e 29/novembro - Seminário: "Assuntos Administrativos e Jurídicos" - Federação Espírita Catarinense -- fec@fec.org.br
SALVADOR / BA
SEMINÁRIO DO ENAMORAMENTO AO AMOR
29/novembro - local: O Semeador - Rua Pedro Américo, 43 - Campo da Pólvora - Isabel Guimarães -- plantaodapaz@gmail.com -- jaimekhoury@gmail.com
CONQUISTA / MG
FAZENDA SANTA LUZIA - ANIVERSÁRIO DE SINHÔ MARIANO
28/novembro - 18 h - Centro Espírita Fé e Amor Palestra - Alessandro Almeida - "Caminhos para a Felicidade"
VITÓRIA DO SANTO ANTÃO / PE
NESLUZ (NÚCLEO ESPÍRITA Semeadores da Luz)
6/dezembro - 14 h - Teatro Silogeu - Praça Diogo de Braga - Palestras: Marcos Fernandes (Gravatá / PE) - "O Perispírito" - Francisco Barbosa (Bom Jardim / PE) - "Aparição e materialização do Espírito" - (81) 8830 - 1571 -- jorgeguedes@hotmail.com
RECIFE / PE
FEDERAÇÃO ESPÍRITA PERNAMBUCANA
22 29/novembro a - Seminário: "Recordando Chico Xavier" -- http://federacaoespiritape.org/
GRUPO ESPIRITA FRANCISCO DE ASSIS
Programação Especial de Aniversário - Tema: "Nascer, Morrer, Renascer Ainda, Progredir Sempre, Tal é a Lei"
24/novembro - 20 h - Centro Espírita Obreiros da Caridade - Josué Fidélis - "Nascer, Morrer, Renascer Ainda, Progredir Sempre, Tal é a Lei"
26/novembro - 14 h - FE Francisco Peixoto Lins - Nane Mendonça - "Nascer, Morrer, Renascer Ainda, Progredir sempre. Tal é a Lei"
28/novembro - 20 h - Federação Espírita Pernambucana - "Nascer, Morrer, Renascer Ainda, Progredir sempre. Tal é a Lei"
29/novembro - 17:30 h - N.E. Ismael Gomes Braga Cabo - Ronaldo Menezes - "Nascer, Morrer, Renascer Ainda, Progredir sempre. Tal é a Lei"
FEIRA DO LIVRO ESPÍRITA DO EEJD
28/novembro - 9 as 17 h - Sociedade Pernambucana de Medicina Veterinária - Rua Visconde de Uruguai, 72 - Madalena - 9269-7178
awtorres@hotmail.com
RIO DE JANEIRO
17 ª CONFRATERNIZAÇÃO ESPÍRITA DO RIO DE JANEIRO
9 11/dezembro Um - Pavilhão de Congressos 05 do Rio Centro - Tema: "Allan Kardec ea Era da Regeneração" - Presença: Divaldo Pereira Franco -- diretoria@useerj.org.br
COLÉGIO 27/novembro - Centro Espírita a Caminho da Luz - Rua Jurucê, 164 Palestra - Marcelo Rolemberg - "Existem Doenças ou Existem doentes?"
Campos / RJ
CURSO DE ESPERANTO
28/novembro - 14 às 19 h - Escola Dr. Clóvis de Arruda - Rua Augusto Keller, 139 - Paraisão
Macaé / RJ
INSTITUTO DE CULTURA ESPÍRITA
28/novembro - 17 h - Tema: "não Magnetismo Espiritual Tratamento" - Rua Visconde de Quissamã, 731
ENCONTRO FRATERNO DA União Espírita Macaense
29/novembro - 17 h - Centro Espírita Irmão Joseph Gleber - Rua São Paulo, 100 - Extensão do Bosque - Rio das Ostras - Luciano Lourenço - "Direitos Humanos à Luz do Espiritismo: Trabalho"
Cabo Frio / RJ
SESSÃO DE CINEMA E FESTIVAL DO SORVETE
28/novembro - 17 h - Sociedade Espírita Joanna de Ângelis - Estrada do Contorno, 37 - Aquarius
INTERNACIONAIS
IV CONGRESSO AMERICANO CENTRO ESPÍRITA PANAMÁ E CARIBE
Seção El Salvador - Tema: "Mediunidade"
MINSK (ALEMANHA)
24 26/novembro um - em russo lançamento das obras de Kardec e de Chico Xavier - Conselho Espírita Internacional -- spiritist@spiritist.org
BERLIM (ALEMANHA)
27 a 29/novembro - 2 º Congresso Espírita da Alemanha -- spiritist@spiritist.org
Calpe - Alicante (ESPANHA)
XVII CONGRESSO ESPÍRITA NACIONAL
6, 8/dezembro 7 e - Hotel Diamante Beach - Tema: "Vida antes e depois da Vida" - Inscrições, informações e reservas: Viajes Hispania, SA - Tel: 96.586.6080 - fax: 96.680.4000 -- jhnete@viajeshispania.es
PORTO (PORTUGAL)
Seminário: "O DIPLOMA NA MÃO! E AGORA?"
26/novembro - Centro de Energia e Tecnologia Palestra -: Prof Dr. Albino dos Reis
6 º CONGRESSO MUNDIAL DE ESPIRITISMO
10, 11 e 12/outubro/2010 - Valencia / Espanha - Informações: www.2010.kardec.es
I ENCONTRO ESPÍRITA IBERO-AMERICANO
19, 20 e 21/março/2010 - Torremolinos / Málaga / Espanha - Informações: http://encuentroespiritistaiberoam.blogspot.es/
Fonte WEB.
Francisco Rebouças

Estudando o Espiritismo

A CRIAÇÃO DA LUA


Nessa computação de valores cósmicos em que laboram os operários da espiritualidade sob a orientação misericordiosa do Cristo, delibera-se a formação do satélite terrestre.

O programa de trabalhos a realizar-se no mundo requeria o concurso da Lua, nos seus mais íntimos detalhes. Ela seria a âncora do equilíbrio terrestre nos movimentos de translação que o globo efetuaria em torno da sede do sistema; o manancial de forças ordenadoras da estabilidade
planetária e, sobretudo, o orbe nascente necessitaria da sua luz polarizada, cujo suave magnetismo atuaria decisivamente no drama infinito da criação e da reprodução de todas as espécies, nos variados remos da Natureza.
A SOLIDIFICAÇÃO DA MATÉRIA
Na grande oficina surge, então, a diferenciação da matéria ponderável, dando origem ao hidrogênio.

As vastidões atmosféricas são amplo repositório de energias elétricas e de vapores que trabalham as substâncias torturadas no orbe terrestre. O frio dos espaços atua, porém, sobre esse laboratório de energias incandescentes e a condensação dos metais verifica-se com a leve formação da crosta solidificada.

É o primeiro descanso das tumultuosas comoções geológicas do globo. Formam-se os primitivos oceanos, onde a água tépida sofre pressão difícil de descrever-se. A atmosfera está carregada de vapores aquosos e as grandes tempestades varrem, em todas as direções, a superfície do planeta, mas sobre a Terra o caos fica dominado como por encanto. As paisagens aclaram-se, fixando a luz solar que se projeta nesse novo teatro de evolução e vida.

As mãos de Jesus haviam descansado, após o longo período de confusão dos elementos físicos da organização planetária.

O DIVINO ESCULTOR
Sim, Ele havia vencido todos os pavores das energias desencadeadas; com as suas legiões de trabalhadores divinos, lançou o escopro da sua misericórdia sobre o bloco de matéria informe, que a Sabedoria do Pai deslocara do Sol para as suas mãos augustas e compassivas. Operou a escultura geológica do orbe terreno, talhando a escola abençoada e grandiosa, na qual o seu coração haveria de expandirse em amor, claridade e justiça. Com os seus exércitos de trabalhadores devotados, estatuiu os regulamentos dos fenômenos físicos da Terra, organizando-lhes o equilíbrio futuro na base dos corpos simples de matéria, cuja unidade substancial os espectroscópios terrenos puderam identificar por toda a parte no universo galáxico. Organizou o cenário da vida, criando, sob as vistas de Deus, o indispensável à existência dos seres do porvir. Fez a pressão atmosférica adequada ao homem, antecipando-se ao seu nascimento no mundo, no curso dos milênios; estabeleceu os grandes centros de força da ionosfera e da estratosfera, onde se harmonizam os fenômenos elétricos da existência planetária, e edificou as usinas de ozone a 40 e 60 quilômetros de altitude, para que filtrassem convenientemente os raios solares, manipulando-lhes a composição precisa à manutenção da vida organizada no orbe. Definiu todas as linhas de progresso da humanidade futura, engendrando a harmonia de todas as forças físicas que presidem ao ciclo das atividades planetárias.
Livro: A Caminho da Luz
Chico Xavier/Emmanuel. - Cap. I - A Gênese planetária.
Francisco Rebouças

Brasil coração do mundo...

https://youtu.be/_a9tpJnGcbw

Homenagem a Chico Xavier

Haroldo Dias Dutra - As cartas de Paulo

Haroldo Dutra - Jesus o Médico da Almas

https://youtu.be/Uk7OUvyGCZU



Divaldo Franco

https://youtu.be/OVbstbRFs9M

Entrevista sobre Emmanuel, Joanna de Ângelis...

Reencarnação é uma realidade

Palestra O trabalho no Bem - Cristiane Parmiter

Palestra: As Leis Divinas e nós - Cristiane Parmiter

Palestra: Benevolência - Cristiane Parmiter

Palestra: Jesus e o Mundo - Cristiane Parmiter

Palestra: A Dinâmica do Perdão - Cristiane Parmiter

Palestra: Perante Jesus - Cristiane Parmiter

Palestra AVAREZA - Cristiane Parmiter

Palestra Obediência Construtiva - Cristiane Parmiter

Palestra Tribulações - Cristiane Parmiter

Palestra Conquistando a Fé - Cristiane Parmiter

Palestra Humildade e Jesus - Cristiane Parmiiter

Palestra Renúncia - Cristiane Parmiter

Rádios Brasil

Simplesmente Espetacular!!!

Professora Amanda Gurgel

Andrea Bocelli & Sarah Brightman - Time To Say Goodbye

De Kardec aos dias de hoje

Madre Teresa

As Mães de Chico Xavier

Reencarnação - Menino Piloto

http://www.youtube.com/embed/cQ2ZqUCKDow" frameborder="0" allowfullscreen>

Muitas Vidas

Espiritismo: família de Andrea Maltarolli mantém contato com a autora - Mais Você - GLOBO

Divaldo Franco

ESPIRITISMO - CHICO XAVIER - REPORTAGEM DO FANTASTICO - OS SEGREDOS DE CHICO

Entrevista com Divaldo Franco

Sobre Emmanuel, Joanna de Ângelis, e muito mais, confira. 1ª Parte 2ª Parte

Oração de Gratidão - Divaldo Franco

Chico Xavier

Chico Xavier no Fantástico

Chico Xavier (2010) trailer oficial

Página de Mensagens

Nesta página estarei lançando variadas páginas de conteúdo edificante para nosso aprendizado.

Francisco Rebouças.

1-ANTE A LIÇÃO

"Considera o que te digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo".- Paulo. II TIMÓTEO. 2:7.

Ante a exposição da verdade, não te esquives à meditação sobre as luzes que recebes.

Quem fita o céu, de relance, sem contemplá-lo, não enxerga as
estrelas; e quem ouve uma sinfonia, sem abrir-lhe a acústica da alma, não lhe percebe as notas divinas.

Debalde escutarás a palavra inspirada de pregadores ardentes, se não descerrares o coração para que o teu sentimento mergulhe na claridade bendita daquela.

Inúmeros seguidores do Evangelho se queixam da incapacidade de retenção dos ensinos da Boa Nova, afirmando-se ineptos à frente das novas revelações, e isto porque não dispensam maior trato à lição ouvida, demorando-se longo tempo na província da distração e da leviandade.

Quando a câmara permanece sombria, somos nós quem desata o ferrolho à janela para que o sol nos visite.

Dediquemos algum esforço à graça da lição e a lição nos responderá com as suas graças.

O apóstolo dos gentios é claro na observação. "Considera o que te digo, porque, então, o Senhor te dará entendimento em tudo."

Considerar significa examinar, atender, refletir e apreciar.

Estejamos, pois, convencidos de que, prestando atenção aos
apontamentos do Código da Vida Eterna, o Senhor, em retribuição à nossa boa-vontade, dar-nos-á entendimento em tudo.

Livro: Fonte Viva
Chico Xavier/Emmanuel

NO CAMPO FÍSICO

"Semeia-se corpo animal, ressuscitará corpo espiritual." - Paulo. (I CORÍNTIOS, 15:44.)

Ninguém menospreze a expressão animal da vida humana, a pretexto de preservar-se na santidade.

A imersão da mente nos fluidos terrestres é uma oportunidade de sublimação que o espírito operoso e desperto transforma em estruturação de valores eternos.

A sementeira comum é símbolo perfeito.

O gérmen lançado à cova escura sofre a ação dos detritos da terra, afronta a lama, o frio, a resistência do chão, mas em breve se converte em verdura e utilidade na folhagem, em perfume e cor nas flores e em alimento e riqueza nos frutos.

Compreendamos, pois, que a semente não estacionou. Rompeu todos os obstáculos e, sobretudo, obedeceu à influência da luz que a orientava para cima, na direção do Sol.

A cova do corpo é também preciosa para a lavoura espiritual, quando nos submetemos à lei que nos induz para o Alto.

Toda criatura provisoriamente algemada à matéria pode aproveitar o tempo na criação de espiritualidade divina.

O apóstolo, todavia, é muito claro quando emprega o termo "semeia-se". Quem nada planta, quem não trabalha na elevação da própria vida, coagula a atividade mental e rola no tempo à maneira do seixo que avança quase inalterável, a golpes inesperados da natureza.

Quem cultiva espinhos, naturalmente alcançará espinheiros.

Mas, o coração prevenido que semeia o bem e a luz, no solo de si mesmo, espere, feliz, a colheita da glória espiritual.

E N T R E I R M Ã O S
Olympia Belém (Espírito)[1]

Estes são tempos desafiadores para todos os que buscam um mundo melhor, onde reine o amor, onde pontifique a fraternidade, onde possam florir os mais formosos sentimentos nos corações.
Anelamos por dias em que a esperança, há tanto tempo acariciada, possa converter-se em colheita de progressos e de paz.
Sonhamos com esse alvorecer de uma nova era em que o Espiritismo, transformado em religião do povo, apresentando Jesus às multidões, descrucificado e vivo, possa modificar as almas, para que assumam seu pujante papel de filhas de Deus no seio do mundo.
Entrementes, não podemos supor que esses ansiados dias estejam tão próximos, quando verificamos que há, ainda, tanta confusão nos relacionamentos, tanta ignorância nos entendimentos, tanta indiferença e ansiedade nos indivíduos, como se vendavais, tufões, tormentas variadas teimassem em sacudir o íntimo das criaturas, fazendo-as infelizes.
A fim de que os ideais do Cristo Jesus alcancem a Terra, torna-se indispensável o esforço daqueles que, tendo ouvido o cântico doloroso do Calvário, disponham-se a converter suas vidas na madrugada luminosa do Tabor.
O mundo terreno, sob ameaças de guerras e sob os rufares da violência, em vários tons, tem urgência do Mestre de Nazaré, ainda que O ignore em sua marcha atordoada, eivada do materialismo que o fascina, que o domina e que o faz grandemente desfigurado, por faltar sentido positivo e digno no uso das coisas da própria matéria.
Na atualidade, porém, com as advertências da Doutrina dos Espíritos, com essa luculenta expressão da misericórdia de Deus para com Seus filhos terrenos, tudo se torna menos áspero, tudo se mostra mais coerente, oferecendo-nos a certeza de que, no planeta, tudo está de conformidade com a lei dos merecimentos, com as obras dos caminheiros, ora reencarnados, na estrada da suspirada libertação espiritual.
"A cada um segundo as suas obras" aparece como canto de justiça e esperança, na voz do Celeste Pastor.
Hoje, reunidos entre irmãos, unimo-nos aos Emissários destacados do movimento de disseminação da luz sobre as brumas terráqueas, e queremos conclamar os queridos companheiros, aqui congregados, a que não se permitam atormentar pelos trovões que se fazem ouvir sobre as cabeças humanas, ameaçadores, tampouco esfriar o bom ânimo, considerando que o Cristo vela sempre. Que não se deixem abater em razão de ainda não terem, porventura, alcançado as excelentes condições para o ministério espírita, certos de que o tempo é a magna oportunidade que nos concede o Senhor. Que ponham mãos à obra, confiantes e vibrantes, certos de que os verdadeiros amigos de Jesus caminham felizes, apesar das lutas e das lágrimas, típicas ocorrências das experiências, das expiações e das provas.
Marchemos devotados, oferecendo, na salva da nossa dedicação, o melhor que o Espiritismo nos ensina, o melhor do que nos apresenta para os que se perdem nas alamedas do medo, da desesperança e da ignorância a nossa volta.
Hoje, entre os amigos espíritas, encontramos maior ânimo para a superação dos nossos próprios limites, o que configurará, ao longo do tempo a superação dos limites do nosso honroso Movimento Espírita.
Sejamos pregadores ou médiuns, evangelizadores, escritores ou servidores da assistência social, não importa. Importa que nos engajemos, todos, nos labores do Codificador, plenificando-nos da grande honra de cooperar com os excelsos interesses do Insuperado Nazareno.
O tempo é hoje, queridos irmãos. O melhor é o agora, quando nos entrelaçamos para estudar, confraternizar e louvar a Jesus com os corações em clima festivo.
Certos de que o Espiritismo é roteiro de felicidade e bandeira de luz, que devemos içar bem alto sobre o dorso do planeta, abracemo-nos e cantemos, comovidos: Louvado seja Deus! Louvado seja Jesus!
Com extremado carinho e votos de crescente progres­so para todos, em suas lidas espiritistas, quero despedir-me sempre devotada e servidora pequenina.
Olympia Belém.

[1]
- Mensagem psicografada pelo médium J. Raul Teixeira no dia 03.09.95, no encerramento da X Confraternização Espírita do Estado do Rio de Janeiro.

O TEMPO

“Aquele que faz caso do dia, patrão Senhor o faz.” — Paulo. (ROMANOS, capítulo 14, versículo 6.)

A maioria dos homens não percebe ainda os valores infinitos do tempo.
Existem efetivamente os que abusam dessa concessão divina. Julgam que a riqueza dos benefícios lhes é devida por Deus.
Seria justo, entretanto, interrogá-los quanto ao motivo de semelhante presunção.
Constituindo a Criação Universal patrimônio comum, é razoável que todos gozem as possibilidades da vida; contudo, de modo geral, a criatura não medita na harmonia das circunstâncias que se ajustam na Terra, em favor de seu aperfeiçoamento espiritual.
É lógico que todo homem conte com o tempo, mas, se esse tempo estiver sem luz, sem equilíbrio, sem saúde, sem trabalho?
Não obstante a oportunidade da indagação, importa considerar que muito raros são aqueles que valorizam o dia, multiplicando-se em toda parte as fileiras dos que procuram aniquilá-lo de qualquer forma.
A velha expressão popular “matar o tempo” reflete a inconsciência vulgar, nesse sentido.
Nos mais obscuros recantos da Terra, há criaturas exterminando possibilidades sagradas. No entanto, um dia de paz, harmonia e iluminação, é muito importante para o concurso humano, na execução das leis divinas.
Os interesses imediatistas do mundo clamam que o “tempo é dinheiro”, para, em seguida, recomeçarem todas as obras incompletas na esteira das reencarnações... Os homens, por isso mesmo, fazem e desfazem, constroem e destroem, aprendem levianamente e recapitulam com dificuldade, na conquista da experiência.
Em quase todos os setores de evolução terrestre, vemos o abuso da oportunidade complicando os caminhos da vida; entretanto, desde muitos séculos, o apóstolo nos afirma que o tempo deve ser do Senhor.

Livro: Caminho Verdade e Vida.
Chico Xavier/Emmanuel.

NISTO CONHECEREMOS

"Nisto conhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro." (I JOÃO, 4:6.)

Quando sabemos conservar a ligação com a Paz Divina, apesar de todas as perturbações humanas, perdoando quantas vezes forem necessárias ao companheiro que nos magoa; esquecendo o mal para construir o bem; amparando com sinceridade aos que nos aborrecem; cooperando espiritualmente, através da ação e da oração, a benefício dos que nos perseguem e caluniam; olvidando nossos desejos particulares para servirmos em favor de todos; guardando a fé no Supremo Poder como luz inapagável no coração; perseverando na bondade construtiva, embora mil golpes da maldade nos assediem; negando a nós mesmos para que a bênção divina resplandeça em torno de nossos passos; carregando nossas dificuldades como dádivas celestes; recebendo adversários por instrutores; bendizendo as lutas que nos aperfeiçoam a alma, à frente da Esfera Maior; convertendo a experiência terrena em celeiros de alegrias para a Eternidade; descortinando ensejos de servir em toda parte; compreendendo e auxiliando sempre, sem a preocupação de sermos entendidos e ajudados; amando os nossos semelhantes qual temos sido amados pelo Senhor, sem expectativa de recompensa; então, conheceremos o espírito da verdade em nós, iluminando-nos a estrada para a redenção divina.

DOUTRINAÇÕES

"Mas não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos, antes, por estarem os vossos nomes escritos nos céus." — Jesus. (LUCAS, capítulo 10, versículo 20.)

Freqüentemente encontramos novos discípulos do Evangelho exultando de contentamento, porque os Espíritos perturbados se lhes sujeitam.

Narram, com alegria, os resultados de sessões empolgantes, nas quais doutrinaram, com êxito, entidades muita vez ignorantes e perversas.

Perdem-se muitos no emaranhado desses deslumbramentos e tocam a multiplicar os chamados "trabalhos práticos", sequiosos por orientar, em con-tactos mais diretos, os amigos inconscientes ou infelizes dos planos imediatos à esfera carnal.

Recomendou Jesus o remédio adequado a situações semelhantes, em que os aprendizes, quase sempre interessados em ensinar os outros, esquecem, pouco a pouco, de aprender em proveito próprio.

Que os doutrinadores sinceros se rejubilem, não por submeterem criaturas desencarnadas, em desespero, convictos de que em tais circunstâncias o bem é ministrado, não propriamente por eles, em sua feição humana, mas por
emissários de Jesus, caridosos e solícitos, que os utilizam à maneira de canais para a Misericórdia Divina; que esse regozijo nasça da oportunidade de servir ao bem, de consciência sintonizada com o Mestre Divino, entre as certezas
doces da fé, solidamente guardada no coração.

A palavra do Mestre aos companheiros é muito expressiva e pode beneficiar amplamente os discípulos inquietos de hoje.

Livro: Caminho Verdade e Vida.

Chico Xavier/Emmanuel.

FILHOS DA LUZ

FILHOS DA LUZ"Andai como filhos da luz." - Paulo.

(EFÉSIOS, 5:8.)Cada criatura dá sempre notícias da própria origem espiritual.

Os atos, palavras e pensamentos constituem informações vivas da zona mental de que procedemos.

Os filhos da inquietude costumam abafar quem os ouve, em mantos escuros de aflição.

Os rebentos da tristeza espalham o nevoeiro do desânimo.

Os cultivadores da irritação fulminam o espírito da gentileza com os raios da cólera.

Os portadores de interesses mesquinhos ensombram a estrada em que transitam, estabelecendo escuro clima nas mentes alheias.

Os corações endurecidos geram nuvens de desconfiança, por onde passam.

Os afeiçoados à calúnia e à maledicência distribuem venenosos quinhões de trevas com que se improvisam grandes males e grandes crimes.

Os cristãos, todavia, são filhos da luz.E a missão da luz é uniforme e insofismável.Beneficia a todos sem distinção.

Não formula exigências para dar.Afasta as sombras sem alarde.

Espalha alegria e revelação crescentes.Semeia renovadas esperanças.Esclarece, ensina, ampara e irradia-se.

Vinha de Luz

Chico Xavier/André Luiz


QUEM LÊ, ATENDA

"Quem lê, atenda." - Jesus. (MATEUS, 24:15.)

Assim como as criaturas, em geral, converteram as produções sagradas da Terra em objeto de perversão dos sentidos, movimento análogo se verifica no mundo, com referência aos frutos do pensamento.

Freqüentemente as mais santas leituras são tomadas à conta de tempero emotivo, destinado às sensações renovadas que condigam com o recreio pernicioso ou com a indiferença pelas obrigações mais justas.

Raríssimos são os leitores que buscam a realidade da vida.

O próprio Evangelho tem sido para os imprevidentes e levianos vasto campo de observações pouco dignas.

Quantos olhos passam por ele, apressados e inquietos, anotando deficiências da letra ou catalogando possíveis equívocos, a fim de espalharem sensacionalismo e perturbação? Alinham, com avidez, as contradições aparentes e tocam a malbaratar, com enorme desprezo pelo trabalho alheio, as plantas tenras e dadivosas da fé renovadora.

A recomendação de Jesus, no entanto, é infinitamente expressiva.

É razoável que a leitura do homem ignorante e animalizado represente conjunto de ignominiosas brincadeiras, mas o espírito de religiosidade precisa penetrar a leitura séria, com real atitude de elevação.

O problema do discípulo do Evangelho não é o de ler para alcançar novidades emotivas ou conhecer a Escritura para transformá-la em arena de esgrima intelectual, mas, o de ler para atender a Deus, cumprindo-lhe a Divina Vontade.

Livro; Vinha de Luz
Chico Xavier/Emmanuel